Miguel Albuquerque vence diretas no PSD/Madeira mas sucessor de Jardim ainda não está confirmado

Miguel Albuquerque venceu a primeira volta das eleições internas do PSD/Madeira. Mas, o sucessor de Alberto João Jardim só será conhecido no dia 29. O antigo presidente da Câmara do Funchal ganhou com 47,5% dos votos. A sua candidatura conquistou 42 das 54 freguesias do arquipélago e 10 dos 11 concelhos. No entanto, como o […]

Miguel Albuquerque venceu a primeira volta das eleições internas do PSD/Madeira. Mas, o sucessor de Alberto João Jardim só será conhecido no dia 29.

O antigo presidente da Câmara do Funchal ganhou com 47,5% dos votos. A sua candidatura conquistou 42 das 54 freguesias do arquipélago e 10 dos 11 concelhos.

No entanto, como o candidato não conseguiu 50% dos votos, a 29 de Dezembro haverá uma segunda volta entre Albuquerque e Manuel António Correia, segundo classificado. O actual secretário regional do Ambiente e Recursos Naturais ficou em segundo entre seis candidatos com um resultado entre os 27 e os 28%.

Nesta corrida à liderança do PSD Madeira estiveram seis candidatos: Miguel Albuquerque, Manuel António Correia, João Cunha e Silva, Miguel de Sousa, Sérgio Marques e Jaime Ramos.

“Esta vitória é concludente, porque em 54 freguesias a [minha] candidatura venceu 42, em 11 concelhos venceu em 10 e tivemos uma percentagem de 47,5%, com seis candidatos”, declarou Miguel Albuquerque,

“O que aconteceu nestas eleições é a prova de que estas eleições internas serviram para romper com o status quo e os militantes vieram dizer que não querem mais do mesmo e querem a renovação do partido”, salientou o ex-autarca do Funchal, vincando que o PSD/Madeira “nunca mais será um partido de pensamento único”.

OJE

Recomendadas

Incompatibilidades de ministros devem cessar logo que há perceção, avisa Marcelo

O Presidente da República considerou hoje, questionado sobre o caso do ministro da Saúde, Manuel Pizarro, que as incompatibilidades com o exercício de cargos governativos devem cessar logo que há a perceção da sua existência.

OE2023: PAN critica “rumo de desvalorização salarial” da função pública

A porta-voz do PAN criticou hoje a proposta de aumentos salariais para a função pública, apontando um “rumo de desvalorização salarial” e alertando que os funcionários públicos “viverão com menos recursos” no próximo ano.

Marcelo assume contacto a José Ornelas para lhe dizer que envio de denúncia “não foi pessoal”

O Presidente da República assumiu hoje que teve a iniciativa de contactar o bispo José Ornelas para lhe dizer que “não foi pessoal” a denúncia contra ele que encaminhou para o Ministério Público.