Ministério da saúde deve 8,9 milhões de euros aos bombeiros

Do total da dívida, 4,3 milhões correspondem a dívidas já vencidas. Liga dos Bombeiros Portugueses garante que o valor é superior.

Fonte do Ministério da Saúde admitiu à TSF que a dívida total às corporações de bombeiros, registada até 30 de novembro, é de 8,9 milhões de euros. O Ministério da Saúde garantiu, numa nota enviada à TSF, que vai pagar 4,3 milhões de euros, correspondentes a dívidas fora do prazo até ao fim do ano.

Segundo a TSF, o Ministério de Saúde está a operacionalizar, através da Administração Central do Sistema de Saúde, um “programa de regularização das dívidas fora de prazo” até ao final deste ano.

No entanto, a Liga dos Bombeiros Portugueses garantiu à TSF que as dívidas do Ministério da Saúde podem ser muito superiores. O presidente, Jaime Marta Soares, acredita que os “valores não estão certos e que em novembro a dívida era superior a 25 milhões de euros”, levando a uma conversa com o Secretário de Estado que prometeu, na altura, pagar uma parte.

Esta quarta-feira o PSD questionou o governo sobre alegados atrasos no pagamento das dívidas do Estado às corporações de bombeiros.

Os sociais-democratas dizem que “há instituições com salários em atraso, com viaturas paradas e com processos judiciais por parte de credores porque o Ministério da Saúde deve 25 milhões de euros pelo transporte de doentes e a Administração Interna ainda não regularizou as despesas com o dispositivo de combate a incêndios do verão de 2016”.

Recomendadas

Conferência “Poupar e Investir para um Futuro Melhor” a decorrer em Lisboa, com o apoio do Jornal Económico

A conferência é organizada pela Optimize Investment Partners, sociedade gestora portuguesa que disponibiliza uma gama de soluções de investimento para diversos perfis de risco e objetivos. Moderada por Nuno Vinha, subdiretor do Jornal Económico, consiste numa palestra de 30 minutos de cada um dos quatro oradores, um coffee break e uma mesa redonda com espaço para perguntas e respostas e interação com a plateia.

SIBS: mais de um quinto do valor gasto na Black Friday foi em compras online

O comércio online continua a ganhar peso nas compras em Portugal. Dados da SIBS revelam que 22% do valor gasto na última Black Friday foi em compras online, um peso que bate por muito os 18% do ano passado.

União Europeia, G7 e Austrália limitam barril de petróleo russo a 60 dólares

Os 27 estados-membros da UE chegaram a acordo, esta sexta-feira, no estabelecimento de um teto máximo para o preço do petróleo russo nos 60 dólares por barril. Os sete países mais industrializados do mundo (G7) e a Austrália juntam-se na decisão.
Comentários