Ministra da Defesa alemã rejeita exigências ucranianas sobre fornecimento de tanques

“Nenhum país entregou veículos de combate de infantaria construídos no Ocidente ou os principais tanques de batalha até agora”, destacou a governante alemã.

4 – Alemanha

A ministra da Defesa alemã, Christine Lambrecht, rejeitou esta segunda-feira novamente as exigências para fornecer a Kiev os principais tanques de batalha.

“Nenhum país entregou veículos de combate de infantaria construídos no Ocidente ou os principais tanques de batalha até agora”, disse Lambrecht em Berlim.

“Concordamos com os nossos parceiros que a Alemanha não vai avançar com tal ação”, continuou.

A ministra dos Negócios Estrangeiros da Alemanha, Annalena Baerbock, reafirmou neste domingo o apoio de Berlim à Ucrânia na guerra contra a Rússia, alertando que o conflito “pode continuar por anos”.

“Infelizmente, temos que presumir que a Ucrânia ainda precisará de novas armas pesadas dos seus amigos no próximo verão”, disse em declarações ao jornal “BILD am Sonntag”.

Em junho, o chanceler da Alemanha anunciou no “Bundestag” o envio para a Ucrânia do mais moderno sistema de defesa aérea existente nas forças armadas alemãs, entre outros tipos de armamento.

“O governo federal acaba de decidir o fornecimento de sistemas ‘IRIS-T’, os mais modernos sistemas de defesa aérea que a Alemanha possui”, referiu Olaf Scholz.

Recomendadas

Alcançado acordo político entre países da UE para novo pacote de sanções à Rússia

A informação foi avançada aos meios de comunicação social europeus por fonte oficial da presidência checa do Conselho da UE, que indicou que “os embaixadores [dos Estados-membros] acabam de chegar a um acordo político sobre novas sanções contra a Rússia”.

Ucrânia: Putin promulga tratados de anexação de quatro regiões ucranianas

No início desta semana, os tratados de anexação dos quatro territórios à Rússia também receberam aprovação das duas câmaras do Parlamento russo.

Ucrânia. EUA anunciam novo pacote de 627,3 milhões de euros em ajuda militar a Kiev

O presidente norte-americano, Joe Biden, informou hoje o seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky, da concessão de um novo pacote de ajuda militar de 625 milhões de dólares (627,3 milhões de euros).
Comentários