Ministros debatem possibilidades de pesca para 2019

Para Portugal, a Comissão Europeia propõe, nomeadamente, um corte de 14% nas capturas de pescada e noutra espécie comercialmente relevante, o tamboril, uma subida de 2%, face a este ano.

Os ministros das Pescas da União Europeia (UE) debatem esta terça-feira as possibilidades de pesca para 2019, numa negociação tradicionalmente longa até se conseguir um acordo entre o que propõe Bruxelas e o que querem os Estados-membros, incluindo Portugal.

Para Portugal, a Comissão Europeia propõe, nomeadamente, um corte de 14% nas capturas de pescada e noutra espécie comercialmente relevante, o tamboril, uma subida de 2%, face a este ano.

As quotas nacionais para 2019 vão incluir o pescado capturado acessoriamente, que deixa de ser possível devolver ao mar e tem que ser obrigatoriamente desembarcado.

A proposta da Comissão Europeia, além de se basear em pareceres científicos, tem em vista o objetivo de atingir, em 2020, uma gestão de todas as unidades populacionais ao nível do Rendimento Máximo Sustentável.

Relacionadas

Espaço marítimo português vai ter plano de ordenamento atualizado

Esta nova versão do plano resultado de um acordo difícil entre o Ministério do Mar, APA – Agência Portuguesa do Ambiente e ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e Florestas.

Pesca em 2019 na União Europeia discutida terça-feira

A proposta avançada pela Comissão Europeia prevê a redução dos totais admissíveis de capturas em 22 unidades populacionais, incluindo a pescada em águas continentais e dos arquipélagos, a arinca e o lagostim.
Recomendadas

PRR dá 11,3 milhões de euros a 37 projetos na área das pescas

Para o capítulo “Transição Verde e Digital e Segurança nas Pescas” do Plano de Recuperação e Resiliência está previsto um investimento total de 21 milhões de euros destinados ao sector privado.

Pesca da sardinha reabriu esta segunda-feira

A pesca da sardinha reabriu esta segunda-feira, às 00:00 horas, tendo a frota portuguesa 29.400 toneladas de limite global de descargas de capturas com a arte de cerco para 2022, segundo um despacho publicado na sexta-feira.

Pesca da sardinha arranca na próxima segunda-feira

Portugal vai ter direito a pescar mais de 29 mil toneladas de sardinha este ano.
Comentários