MIT Portugal tem 400 mil euros para impulsionar áreas científicas estratégicas

Procuram-se projetos exploratórios individuais ou em copromoção nas áreas das alterações climáticas, dados e transformação digital na indústria. Concurso termina a 17 de novembro.

Decorre até 17 de novembro o período de candidaturas para a apresentação de projetos de investigação exploratória no âmbito do Programa MIT Portugal (MPP).

O concurso, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), prevê o apoio a oito projetos exploratórios em tópicos de investigação emergentes. Conta com uma dotação orçamental de 400 mil euros, sendo aceites projetos exploratórios, na modalidade de projetos individuais ou em co promoção, com uma duração máxima de 12 meses e um limite máximo de financiamento de 50 mil euros.

As propostas devem integrar diferentes áreas de conhecimento e apostar no desenvolvimento de produtos e serviços inovadores. Devem igualmente contribuir para a promoção da competitividade da economia portuguesa através de uma estreita colaboração entre instituições de ensino superior, institutos e unidades de I&D, instituições públicas e privadas sem fins lucrativos, entidades do Sistema Científico e Tecnológico Nacional e o Massachusetts Institute of Technology (MIT).

“Estes concursos constituem um impulso à investigação, contribuindo para o avanço da ciência e do país em novas áreas de conhecimento”, explica Pedro Arezes, diretor nacional do Programa MIT Portugal. “São projetos de investigação científica ou tecnológica que exploram ideias com potencial inovador e que devem propor soluções para problemas do mundo real”, adianta.

Pedro Arezes destaca a importância da relação colaborativa entre as instituições portuguesas e o MIT para desenvolver soluções inteligentes e estimular abordagens multidisciplinares, o que permite “impulsionar a competitividade internacional de Portugal a nível académico, mas também, e não menos importante, para contribuir para um ambiente, economia e sociedade mais sustentáveis”.

Nesta edição, o concurso conta com uma novidade na distribuição orçamental dos projetos de investigação, com o intuito de impulsionar áreas em crescimento e nas quais o Programa MIT Portugal está a apostar, caso das Alterações Climáticas e Ciências do Clima. Assim, os 400 mil euros serão distribuídos por três grupos de áreas temáticas definidos da seguinte forma: Alterações Climáticas e Ciência do Clima (100 mil euros); Ciência de Dados: (100 mil euros); Sistemas Terrestres: dos Oceanos ao Espaço, Transformação Digital na Indústria e Cidades Sustentáveis ( 200 mil euros).

Este é o terceiro concurso para projetos exploratórios no âmbito da parceria MIT Portugal que nas edições anteriores recebeu 56 candidaturas e financiou 16 projetos desenvolvidos em instituições portuguesas.

As candidaturas devem ser apresentadas através da plataforma myFCT.

Recomendadas

Laboratórios Colaborativos ultrapassam os 50 milhões de investimento

Segundo a Agência Nacional de Inovação, as empresas representam agora 58,6% dos associados dos laboratórios Colaborativos, que continuam a crescer. Já este ano foram reconhecidos mais seis ‘lab’.

Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra revela 32 lugares imaginários da literatura

Da cidade de “Ensaio sobre a cegueira”, de José Saramago, ao Sítio do Picapau Amarelo, de Monteiro Lobato, há 32 lugares imaginários que habitam livros para descobrir até ao final do ano na Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra (BGUC).

Huawei lança nova edição de programa de bolsas abre a estudantes da área das renováveis

Criado em 2021, o programa apoiou 50 estudantes de licenciatura, mestrado e doutoramento no valor total de 250 mil euros.
Comentários