Montepio assina ACT com todos os sindicatos

José Félix Morgado, Presidente do Conselho de Administração Executivo da Caixa Económica, disse que considera que se trata de um Contrato Coletivo de Trabalho equilibrado.

“Como corolário das negociações iniciadas em setembro, a Caixa Económica do Montepio Geral concluiu hoje a assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho com o Sindicato dos Bancários do Norte, Sindicato dos Bancários do Centro e Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas, estes últimos no âmbito da FEBASE, e com a FESIBA”, avança o Montepio em comunicado.

Este Acordo será aplicado à Caixa Económica do Montepio Geral e suas participadas, Montepio Valor e Montepio Crédito, diz o Montepio Geral.

Segundo José Félix Morgado, Presidente do Conselho de Administração Executivo da Caixa Económica, “consideramos que se trata de um Contrato Coletivo de Trabalho equilibrado, que reúne práticas já existentes na nossa instituição, às quais damos a força de regulamentação, com novos benefícios e práticas de gestão que valorizam os colaboradores e o seu desenvolvimento profissional, prevendo um conjunto de benefícios sociais impar no setor.”

Relacionadas

Sindicato dos Quadros e Montepio concluem negociações para Acordo Coletivo

Sindicato dos Quadros dá congelamento salarial até 2017 em troca de cortes salariais no banco, pelo período de 3 anos, que era o pretendido pela instituição.
Recomendadas

A parceria que privilegia a economia social e as suas organizações ganha mais três anos

Daniel Traça, Dean da Nova SBE, e José Pena do Amaral, Consultor da Comissão Executiva e Membro da Comissão de Responsabilidade Social do BPI, explicam ao JE a originalidade da parceria Iniciativa para a Equidade Social, o que envolve e o que pretende alcançar. A parceria junta a Fundação “la Caixa”, o BPI e a Nova SBE.

Fundação ”la Caixa”, BPI e NOVA SBE renovam parceria de 2,2 milhões

Iniciativa para a Equidade Social vai prolongar-se por mais três anos, até 2024, segundo acordo assinado esta tarde na Nova SBE, em Carcavelos. A parceria tem como objetivo impulsionar o sector da economia social em Portugal, através de projetos de investigação e capacitação desenvolvidos por equipas académicas especializadas.

Bancários reformados avançam com “manif” para 6 de outubro e pedem fiscalização da constitucionalidade a Marcelo

Os sindicatos da banca filiados na UGT entregaram hoje ao Presidente da República o pedido de fiscalização sucessiva previsto na Constituição relativamente ao pacote legislativo de mitigação da inflação, atendendo à sua previsível inconstitucionalidade por não incluir a totalidade dos bancários reformados.
Comentários