Moreira da Silva “muito confiante” apela à adesão dos militantes do PSD

“Faço um balanço muito positivo da minha candidatura e estou muito confiante nos resultados, muito animado pelas reações que fui tendo por parte dos militantes. Isso dá-me uma confiança no resultado. Se se vai verificar ou não, veremos”, referiu.

O candidato à liderança do PSD Jorge Moreira da Silva manifestou-se este sábado “muito confiante” no resultado das diretas que se realizam no mesmo dia e a apelou a uma adesão “muito significativa” dos militantes, para dar um sinal da vitalidade do partido.

Em Vila Nova de Famalicão, concelho de onde é natural e onde exerceu o seu direito de voto, Jorge Moreira da Silva escusou-se a fazer qualquer declaração “de cariz partidário ou político”, por estar a decorrer o ato eleitoral.

“Faço um balanço muito positivo da minha candidatura e estou muito confiante nos resultados, muito animado pelas reações que fui tendo por parte dos militantes. Isso dá-me uma confiança no resultado. Se se vai verificar ou não, veremos”, referiu.

Disse esperar que as suas ideias tenham sido “suficientemente claras” durante toda a candidatura, vincando que apontou alto.

“Eu apontei alto, apontei para a refundação do partido e para o lançamento de uma nova vaga de reformas estruturais que reconquistem o nosso direito ao futuro”, acrescentou.

O antigo ministro do Ambiente preferiu pôr a tónica no apelo a uma participação “muito significativa” no ato eleitoral de sábado, para dar um sinal de vitalidade do PSD.

“É importante que os militantes participem de uma forma muito ativa e se dê um sinal de grande vitalidade do PSD”, sublinhando que quanto mais dinâmico e ativo estiver o partido, “melhor para Portugal”.

Questionado sobre se o partido sairá mais unido destas eleições e se a partir de agora todos passarão a estar no mesmo barco, o candidato não se quis pronunciar.

“Não vou fazer nenhuma declaração que possa ser mal interpretada, estamos em pleno ato eleitoral, não me sinto confortável em fazer declarações de cariz partidário ou político”, disse.

Nas eleições de hoje para a presidência do PSD, os candidatos são Jorge Moreira da Silva e Luís Montenegro.

Recomendadas

Nuno Melo apela a António Costa que devolva receitas fiscais à sociedade e pede PR interventivo

O presidente do CDS-PP apelou hoje ao primeiro-ministro para que devolva à sociedade parte dos “rendimentos imprevistos e extraordinários” que o Estado tem arrecadado, após uma audiência com o Presidente da República, de quem defendeu uma “intervenção mais ativa”.

Chumbada moção de censura do Chega ao Governo

A moção do Chega foi rejeitada com votos contra do PS, PCP, BE,PAN e Livre e abstenções do PSD e Iniciativa Liberal.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.
Comentários