Morreu João Carvalho, antigo presidente do IPCA, aos 62 anos

O corpo encontra-se em câmara ardente na Igreja Paroquial de Real, em Braga, realizando-se o funeral às 10h30 de sábado, 29 de dezembro.

O professor João Carvalho, de 62 anos, antigo presidente do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) faleceu esta quinta-feira, 27 de dezembro, em Braga. Membro do Conselho de Curadores da Fundação IPCA, presidia à Assembleia Representativa da Ordem dos Contabilistas Certificados e era membro do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade, tendo coordenado o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses durante 14 anos (publicação apoiada pela ordem).

João Carvalho era doutorado em Contabilidade e investigador em contabilidade pública, com dezenas de artigos e livros publicados, sendo uma referência no ensino superior politécnico, reconhecido pela sua comunidade académica e científica. Dedicou a sua vida ao IPCA tornando-o uma instituição de ensino superior público de referência. Em 1996 tornou-se o primeiro diretor da Escola Superior de Gestão do IPCA e presidente da comissão instaladora do Instituto durante cinco anos.

Em comunicado, o IPCA destaca a “vida de retidão, rigor, profissionalismo e missão de serviço público” deste “exímio cumpridor da causa pública e da boa gestão dos dinheiros públicos”. E evoca-lhe a obra construída: o IPCA, “uma instituição de ensino superior público de referência, reconhecida pela excelência e qualidade do seu ensino e pelos resultados que tem alcançado na investigação aplicada, fruto de um caminho e de uma estratégia bem delineada.”

Este reconhecimento, salienta o documento, “resulta da sua visão clara acerca da missão e da atuação do IPCA na comunidade, na região e no país e da sua definição de metas a alcançar, culminando no crescimento e desenvolvimento sustentável.”

O corpo encontra-se em câmara ardente na Igreja Paroquial de Real (junto à capela de São Frutuoso – Real), em Braga, desde as 11h00 desta sexta-feira, dia 28. O funeral realiza-se este sábado, 29 de dezembro, pelas 10:30, na Igreja Paroquial de Real, em Braga.

Recomendadas

ONG dá “voto de desconfiança” a comissão de acompanhamento em obstétrica

O Observatório de Violência Obstétrica (OVO) deu hoje um “voto de desconfiança” à Comissão de Acompanhamento da Resposta em Urgência de Ginecologia, Obstetrícia e Bloco de Partos, tendo criticado a sua composição.

Susana Coroado: “Há uma tolerância dos portugueses para com o conceito de ‘rouba mas faz'”

Políticos escondidos atrás da lei sem conseguir construir pontes de confiança com os cidadãos e eleitores com um alto grau de tolerância ao conceito de “rouba mas faz”. Susana Coroado, uma das coordenadoras do estudo “Ética e integridade na política”, da Fundação Francisco Manuel dos Santos, explica nesta “Fast Talk” as principais conclusões apuradas de inquéritos a políticos e eleitores.

Maternidade Alfredo da Costa assinala 90 anos com mais de 600 mil partos

Mais de 600 mil crianças nasceram na Maternidade Alfredo da Costa (MAC), em Lisboa, ao longo dos seus 90 anos, que hoje se assinalam, e as grávidas estrangeiras já representam 32% dos partos realizados atualmente.
Comentários