Morreu Leonard Cohen, um músico lendário

A morte do cantor e compositor foi dada pela editora na sua página do Facebook.

REUTERS / Eloy Alonso

Leonard Cohen, cantor, compositor, e também poeta morreu com 82 anos. A editora de Cohen, Sony Music Canada, confirmou sua morte na página Facebook do cantor.

O anúncio surgiu numa nota publicada esta madrugada na página oficial do músico no Facebook. “É com profunda tristeza que anunciamos que o lendário poeta, compositor e artista Leonard Cohen faleceu. Perdemos um dos visionários mais venerados e prolíficos visionários da música”.

No final do mês passado, Leonard Cohen tinha lançado o álbum “You Want It Darker”, o 14.º da carreira. Na altura, numa entrevista à revista New Yorker, dizia que estava pronto para morrer.

Leonard Cohen nasceu em Montreal, província de Quebec, Canadá, de uma família judia de origem polonesa (polaca). A sua infância foi marcada pela morte de seu pai quando Cohen tinha apenas 9 anos, fato que seria determinante para o desenvolvimento de uma depressão que o acompanharia durante boa parte da vida.

Foi um consagrado escritor além de músico. Em 2011 foi o vencedor do Prémio Príncipe das Astúrias das Letras.

Recomendadas

Festival Futurama arranca amanhã em Mértola

Ao longo de quatro fins de semana, o Baixo Alentejo abre-se ao público como um laboratório de experimentação e de apresentação de diálogos transdisciplinares, com mais de 40 artistas portugueses e espanhóis em espaços patrimoniais, culturais e naturais.

“Discover the Art of the Airport” no Aeroporto Internacional de Hamad

O Qatar tornou-se num dos primeiros países do Golfo a estabelecer um programa de arte pública contemporânea abrangente, liderado pelo Qatar Museums, com o objetivo de integrar a arte na vida quotidiana. O programa incluiu aproximadamente 70 obras de mais de 60 artistas do Qatar, do Médio Oriente e de todo o mundo.

Alterações do Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura entram em vigor quarta-feira

O Governo aponta que houve “a necessidade de simplificar e ajustar algumas soluções, nomeadamente a respeito do modelo de comunicação da celebração de contratos de prestação de serviço, do regime a aplicar relativamente à prestação social de inclusão, bem como da modalidade contributiva do trabalhador independente”.
Comentários