Morreu o jornalista e escritor Fernando Sobral

O jornalista Fernando Sobral, colaborador do Jornal Económico, faleceu esta sexta-feira, vítima de doença prolongada. O Jornal Económico apresenta sentidas condolências à família e aos amigos de Fernando Sobral.

O jornalista Fernando Sobral, colaborador do Jornal Económico, faleceu esta sexta-feira, vítima de doença prolongada.

Nascido no Barreiro em 1960, Fernando Sobral frequentou a Faculdade de Direito de Lisboa, mas acabaria por enveredar por uma carreira no jornalismo. Começou no “DN/Jovem”, do “Diário de Notícias”, passando depois por órgãos como o “Semanário”, “O Independente”, “Diário Económico”, “Se7e” e “Jornal de Negócios”, tendo sido ainda colaborador do “Correio da Manhã” e da “Sábado”.

Desde setembro do ano passado assinava a coluna “Sociedade Recreativa”, no caderno de atualidade, cultura e lazer Et Cetera. Antes disso já colaborava com o Jornal Económico com uma coluna semanal sobre relógios, igualmente no Et Cetera, cujo último texto foi publicado na edição desta semana.

Além de jornalista, Fernando Sobral foi autor de mais de uma dezena de livros, dedicando-se tanto à ficção como à não-ficção, com obras como “Na Pista da Dança”, “Torre de Papel”, “O Silêncio dos Céus”, “O Segredo do Hidroavião”, “Barings, a História do banco britânico que salvou Portugal” (co-autor), “O Banqueiro de Portugal”, “Alfredo da Silva”, “A CUF e o Barreiro”, “Os Mais Poderosos da Economia Portuguesa”, “A Teia do Poder” e “Os Anos Sócrates”.

O Jornal Económico apresenta sentidas condolências à família e aos amigos de Fernando Sobral.

 

 

 

Recomendadas
Nuno Melo

Nuno Melo vai pedir intervenção de Bruxelas e do BCE para as “falhas” do Banco de Fomento

Nuno Melo denuncia que o banco ainda não apresentou contas de 2020. A Comissão Europeia tem competência para acompanhar os fundos cuja gestão será cometida ao BPF e o BCE para verificar porque não há ainda um presidente do Conselho de Administração.

Luís Figo é embaixador de marca de óleos feitos a partir da cannabis

O antigo jogador de futebol é a cara da LF.CBD, empresa que cria óleos para a pele, que defende terem benefícios para o estado mental de quem os utiliza.

Vista Alegre ainda com prejuízos mas com forte recuperação

Com um aumento de quase 60% do volume de negócios, o grupo reduziu a dívida líquida em um milhão de euros, o que revela, diz, a solidez da sua tesouraria.
Comentários