Mota-Engil investe 70 milhões em projeto residencial junto ao rio Douro

Situado numa encosta, o ‘Aurios’ vai ser constituído por 26 moradias e 22 apartamentos, numa área com 15.583m2, tendo a sua conclusão prevista para o primeiro trimestre de 2025.

A construtora Mota-Engil vai investir 70 milhões de euros num projeto residencial junto ao rio Douro, na Quinta da China, através da sua sucursal imobiliária EMERGE – Mota-Engil Real Estate Developers.

Situado numa encosta, o ‘Aurios’ vai ser constituído por 26 moradias e 22 apartamentos, numa área com 15.583m2, tendo a sua conclusão prevista para o primeiro trimestre de 2025, naquele que será um projeto com uma grande aposta na sustentabilidade.

“A forte aposta na utilização de energias renováveis e a cuidadosa implementação de medidas de eficiência, passivas e ativas, classificam o empreendimento AURIOS com elevado nível de certificação energética. Partindo da própria orientação solar e da construção em socalcos, o empreendimento dispõe de painéis solares fotovoltaicos que aliados a sistemas eficientes de aquecimento de águas e de climatização garantem soluções energéticas otimizadas, na procura do equilíbrio perfeito entre eficiência e bem-estar”, pode ler-se no comunicado da construtora.

A comercialização deste empreendimento ficará a cargo das consultoras JLL e Predibisa e desenhado pela VMA Arquitetura.

Recomendadas

Projeto de luxo de imobiliária portuguesa no Porto já ultrapassou 90% das vendas

‘Pure’ já conta com 31 dos 34 apartamentos vendidos e que se encontram distribuídos pelos três edifícios, sendo que 30 deles foram vendidos logo nas primeiras duas semanas.

Projeto ‘Alma Gardens’ já conta com 80% dos apartamentos reservados

Os 126 apartamentos encontram-se divididos por quatro edifícios, cada um com quatro andares. Projeto tem também uma vertente social, já que a partir de fevereiro, cada nova irá reverter com cinco mil euros a favor das Aldeias SOS.

Bolhão, teatro e um mosteiro. ‘Óscares’ do imobiliário distinguem 30 participantes em sete categorias

Num ano em que se celebram 25 anos de edição dos ‘Óscares’ do imobiliário vão estar em disputa os prémios em sete categorias: escritórios, habitação, empreendimentos colectivos, turismo, projecto de interiores, reabilitação e o prémio de excelência em eficiência e sustentabilidade.
Comentários