Movimento de passageiros nos aeroportos nacionais ascendeu a 16,9 milhões no 3º trimestre

O porto de Sines movimentou 12,1 milhões de toneladas de mercadorias, representando 49,9% do movimento total.

Nos portos nacionais registou-se uma diminuição (variação homóloga) de 1,1% no número de embarcações entradas, uma diminuição de 2,9% na dimensão (GT) das embarcações e um aumento de 0,5% na tonelagem de mercadoria movimentada, no 3º trimestre de 2017 (+0,5%, +0,4% e +2,0% no 2º trimestre de 2017), diz o INE.

As mercadorias transportadas por ferrovia aumentaram 7,1% em toneladas (-5,7% no 2º trimestre de 2017).  Já o transporte rodoviário de mercadorias apresentou uma variação de 2,9% em toneladas (4,2% no 2º trimestre de 2017).

No 3º trimestre de 2017, registaram-se aumentos nos movimentos de aeronaves (+10,7%), de passageiros (+14,7%) e de carga/correio (+22,6%) nos aeroportos nacionais (+12,0%, +20,6% e +19,0%, pela mesma ordem, no 2º trimestre de 2017).

No mesmo período, o transporte de número de passageiros por via ferroviária aumentou 6,3%, e o transporte por metropolitano aumentou 3,8%. As variações foram de +6,6% e +3,7%, no trimestre anterior, respectivamente.

No 3º trimestre de 2017, o movimento de passageiros nos aeroportos nacionais ascendeu a 16,9 milhões, com um crescimento de 14,7%1 (+20,6% no 2º trimestre). Por comboio e por metropolitano registaram-se aumentos de 6,3% e 3,8% nos passageiros transportados, respetivamente (+6,6% e +3,7% no 2º trimestre). As mercadorias movimentadas nos portos nacionais aumentaram 0,5%, após +2,0% no 2º trimestre. O transporte de mercadorias por ferrovia registou um crescimento de 7,1% nas toneladas transportadas e de 11,6% em termos de toneladas-quilómetro, ao invés dos decréscimos de 5,7% e 3,1%, respetivamente, no 2ºT 2017. No transporte rodoviário de mercadorias registou-se abrandamento no 3º trimestre (+2,9%) comparativamente com o anterior (+4,2%), em termos de toneladas transportadas.

O porto de Sines movimentou 12,1 milhões de toneladas de mercadorias, representando 49,9% do movimento total e evidenciando um decréscimo de 7,5%, em linha com o trimestre anterior (-4,6%). Leixões (4,5 milhões de toneladas) registou um aumento de 3,2% no movimento, após +12,0% no 2ºT. Lisboa voltou a registar um aumento significativo (+26,1%, +43,5% no 2º trimestre), movimentando 3,1 milhões de toneladas de mercadorias. O porto de Aveiro também se destacou, mantendo aumentos expressivos: +21,0% no 3º trimestre, sucedendo a +28,1% no trimestre anterior.

Relativamente a Setúbal, destaca-se a interrupção da tendência negativa desde 2015 (-33,9% no 2ºT 2017), com um aumento de 2,3% no 3º trimestre de 2017.

Recomendadas

Portugal sobe duas posições no Ranking Mundial de Talento e é agora o 24.º mais competitivo

Portugal melhora sobretudo na Investigação & Desenvolvimento e na Preparação. O podium mundial é liderado pela Suíça, Suécia e Islândia, as três economias mais competitivas em talento a nível mundial entre os 63 países analisados pela escola de negócios IMD.

António Costa: Ambiente+Simples ajuda investimento nas renováveis

O primeiro-ministro afirmou que a desburocratização e a digitalização da administração pública é fundamental para reduzir custos e facilitar o investimento nas renováveis.

Presidente do Peru detido após ser destituído e acusado de golpe de Estado

Pedro Castillo foi detido e está na sede da polícia de Lima, depois de ter sido destituído pelo Congresso, acusado de tentar executar um golpe de Estado ao anunciar a sua dissolução.
Comentários