MP tem na sua posse emails sobre negócios fictícios no FC Porto para desvio de dinheiro (com áudio)

Troca de emails na Doyen, a qual o Ministério Público teve acesso, revelam a existência de falsas faturas com recurso a pagamentos superiores a 400 mil euros à empresa do filho de Pinto da Costa, revela hoje o “CM”.

O Ministério Público acredita que foram realizados pagamentos a uma empresa de Alexandre Pinto da Costa e Pedro Pinho com recurso a contratos falsificados e negócios fictícios, revela o “Correio da Manhã”.

Pinto da Costa é, para o Ministério Público, o principal beneficiário do desvio do dinheiro, segundo os emails a que a entidade pública teve acesso.

De acordo com a publicação, o responsável da Doyen, Pedro Henriques, enviou um email a Nélio Luxas, em 2014 diretor do fundo de investimento que negociava jogadores, no qual constava uma fatura para o pagamento de 280 mil euros pela observação de jogadores. Previamente, já tinha sido realizado um pagamento de 140 mil euros também com recurso a documentos falsos.

Relacionadas

Saco azul do FC Porto utilizado para pagar contas a líder da claque (com áudio)

Fernando Madureira terá recebido dinheiro do empresário Pedro Pinho proveniente das luvas que seriam entregues ao presidente do clube, Jorge Nuno Pinto da Costa.

Pinto da Costa suspeito de desviar milhões em comissões há quase uma década (com áudio)

Ministério Público (MP) está a investigar 12 negócios nos quais o presidente do FC Porto terá alegadamente cobrado comissões pela sua intervenção enquanto intermediário.

Respostas Rápidas. O que está em causa na Operação Fora de Jogo?

Sociedades Anónimas Desportivas (SAD), empresários de futebol, dirigentes e advogados têm sido alvo do Ministério Público desde que a investigação arrancou em março do ano passado.

Filho de Pinto da Costa suspeito de desviar comissões de jogadores (com áudio)

As autoridades estão a investigar crimes de fraude fiscal, burla e abuso de confiança. Ministério Público suspeita de Alexandre Pinto da Costa e de outros dois agentes, segundo o “JN”.

FC Porto SAD confirma buscas do Ministério Público

Clube revela que colaborou com a equipa de investigadores cujo trabalho visou a apreensão de documentos que pudessem interessar à investigação.

Justiça investiga comissões de mais de 20 milhões de euros em negócios ligados ao FC do Porto (com áudio)

Megaoperação operação de buscas à SAD do FC Porto, uma instituição bancária e a empresários ligados ao futebol tem na mira suspeitas de fraude fiscal, burla e branqueamento. Na mira da Justiça estão negócios relacionados com transferências de jogadores de futebol e circuitos financeiros que envolvem os intermediários. PGR confirma buscas e revela fatos com “forte dimensão internacional” e comissões de “mais de 20 milhões”.

Operação ‘Cartão Vermelho’. Ministério Público faz buscas no FC Porto e a vários empresários (com áudio)

Na base destas diligências estarão suspeitas de fraude, abuso de confiança e branqueamento de capitais, além da venda de direitos televisivos do FC Porto à antiga Portugal Telecom.
Recomendadas

Portugal goleia em Praga e assume liderança do Grupo A2 da Liga das Nações

Portugal venceu este sábado a República Checa por 4-0, numa partida em Praga.

Emitido mandado de detenção para Vale e Azevedo

O Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa emitiu hoje um mandado de detenção para o antigo presidente do Benfica João Vale e Azevedo, alegando que se recusa a comparecer perante o juiz.

Instituto do Desporto e Juventude tem 33 recomendações para a redução do consumo energético e hídrico

O organismo deu a conhecer formas de minimizar o consumo nas instalações desportivas. Desde a instalação de sensores de presença à instalação de bombas de calor, tudo conta para reduzir.
Comentários