Msg Life quer ajudar seguradoras a lançar produtos mais rápido

Jorge Miranda, managing director da msg life Ibéria, em entrevista ao OJE, diz que a empresa tecnológica conta com soluções que cobrem “todo o ciclo de vida das seguradoras, desde uma plataforma de gestão de produtos multi-ramo, que encurta radicalmente os tempos de desenvolvimento e de testes de produtos, integrando com qualquer sistema de informação”. […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Jorge Miranda, managing director da msg life Ibéria, em entrevista ao OJE, diz que a empresa tecnológica conta com soluções que cobrem “todo o ciclo de vida das seguradoras, desde uma plataforma de gestão de produtos multi-ramo, que encurta radicalmente os tempos de desenvolvimento e de testes de produtos, integrando com qualquer sistema de informação”. As soluções da msg life são desenvolvidas e centradas no setor segurador.

Como surgiu a msg Life em Portugal?
Inserida no Grupo msg – líder tecnológico Europeu especializado no setor segurador com mais de 35 anos de experiência – a msg life Ibéria concebe, desenha e desenvolve soluções tecnológicas com impacto em diferentes pontos da cadeia do negócio segurador, desde criação do produto até à distribuição de seguros. A operar em Portugal desde Maio de 2012, a msg life Ibéria é responsável pela representação comercial das soluções tecnológicas do Grupo msg no mercado Ibérico, assim como pela criação e implementação de soluções tecnológicas para todo o mundo, sobretudo Estados Unidos, Alemanha e América Latina, posicionando-se como o centro de competências para a distribuição de Seguros a nível mundial.

Que tipo de soluções têm para o sector segurador?
Temos soluções que cobrem todo o ciclo de vida das seguradoras, desde uma plataforma de gestão de produtos multi-ramo, que encurta radicalmente os tempos de desenvolvimento e de testes de produtos, integrando com qualquer sistema de informação; e incluindo sistemas de distribuição multi-canal que permitem às seguradoras encarar os desafios da digitalização de uma forma eficaz e inovadora. Acreditamos que, do ponto de vista de tecnologia, os fatores de sucesso das seguradoras se centram na capacidade de lançar novos produtos e de gerir eficientemente a complexidade crescente do portfolio de produtos, o que se traduz num fabrico eficiente, e ter sistemas de distribuição que lhes permitam rentabilizar esta distribuição eficiente, colocando os produtos certos, através dos canais apropriados, com custos controlados e sem riscos operacionais. Os tradicionais sistemas de gestão de apólices são cada vez mais um bloqueio a estas necessidades porque não permitem às seguradoras evoluir ao ritmo de que necessitam. Para isso, a solução poderá estar não na substituição destes sistemas mas na substituição dos componentes que realmente impedem a seguradora de avançar.

Só têm soluções para o sector segurador?
As soluções da msg life são desenvolvidas e centradas no setor segurador, onde detém um conhecimento aprofundado de negócio alicerçado numa experiência de mais de 35 anos. Com soluções modulares centradas na melhoria da eficiência e no alcance dos objetivos operacionais e de distribuição das Seguradoras, a msg life Ibéria reduz os riscos operacionais das Seguradoras, prolonga o tempo de utilização dos sistemas existentes e agiliza a sua capacidade de resposta ao mercado.

O que podem ganhar as companhias de seguros e os medidores e corretores com as soluções msg Life?
A oferta da msg life Ibéria, direcionada para a produção e distribuição de seguros, permite otimizar o negócio das Seguradoras, atuando em diferentes momentos chave na cadeia de processos específicos deste setor. Centralizando as regras de negócio numa plataforma multi-ramo que comunica com os diferentes sistemas, a Product Machine assegura a autonomia, flexibilidade e traçabilidade necessárias para que as Seguradoras possam criar e segmentar produtos ou tarifas conforme os critérios que pretendam – cliente, canal, dispositivo, etc. A diminuição de riscos operacionais assegurada pela Product Machine é complementada com a diminuição de tempo e de custos na colocação de produtos no mercado através da Plataforma Integrada de Distribuição de seguros, msg.Sales & Service. Centrada no cliente e no processo de venda, esta solução multi-ramo, multi-canal e multi-dispositivo torna a distribuição de seguros mais eficiente e escalável.

Pode dar-me um exemplo de um caso de sucesso, por exemplo na distribuição ou na análise de vendas?
Existem vários casos interessantes de seguradoras que foram capazes de efetuar uma segmentação dos seus clientes, com mecanismos de pricing inovadores tendo por base as nossas soluções. Temos um exemplo de uma seguradora que utiliza a nossa plataforma em 15 canais de vendas (entre bancos, agentes e white labelling). Ao fazê-lo encurtou o processo de lançamento de produtos de quase um ano para cerca de 1 mês, suportando diversos canais e dispositivos, e mantendo regras específicas de venda e pricing para cada um dos canais. Foram obtidas reduções de custos de desenvolvimento e de oportunidade muito elevados. Adicionalmente, e como a nossa plataforma foi integrada com sistemas já existentes, a Seguradora conseguiu modernizar-se significativamente sem ter a necessidade de efetuar um mega-projeto de substituição dos seus sistemas. Esta iniciativa destacou-se também pelo foco no cliente, com uma abordagem integrada, através de uma estratégia de omnicanalidade, o que melhorou significativamente os rácios de conversão de prospects em clientes.

Outro exemplo é o de uma associação norte-americana de seguradoras, que utilizou as nossas soluções para criar um modelo de negócio inovador, disponibilizando uma plataforma Cloud-based, que pode ser usada pelas suas associadas como plataforma de venda e distribuição. Cada Seguradora pode publicar os seus produtos e dar acesso para que os seus agentes possam ter ferramentas de venda acessíveis em qualquer momento e em qualquer lugar. Desta forma muitas seguradoras podem começar a explorar novos canais com custos de entrada muito reduzidos, pois podem utilizar uma plataforma altamente flexível, pronta a usar.

Uma vez que são especialistas a analisar o sector segurador, que evolução esperam do negócio segurador para os próximos anos?
Não é novidade se disser que o sector segurador europeu, e o português em particular, vai continuar num processo de consolidação, também devido ao impacto que as novas exigências de capital, provocadas pelo Solvência 2, terão em modelos de negócio até aqui bem sucedidos.

Mas mais interessante é entender que, na maior parte dos mercados, as seguradoras estão realmente a embarcar num processo de transformação digital que as posicione de forma adequada perante as novas exigências dos consumidores, que querem ser servidos da forma mais conveniente, independentemente do momento, lugar e meio que utilizem. Já todos entenderam que devem desenvolver relações mais próximas com os seus clientes, através de um melhor conhecimento destes, das suas necessidades e ambições. A grande maioria das seguradoras não está preparada para este desafio, pois o seu modelo de negócio, a sua organização, processos e sistemas não foram pensados para as necessidades de agilidade, flexibilidade e rapidez do mundo moderno.

Iremos assistir a grandes transformações na forma de operar das Seguradoras e de se relacionarem com os clientes, e também no tipo de seguros existentes, à medida que assistirmos à massificação de novas tecnologias como IoT, Wearables e os veículos sem condutor.

As Seguradoras terão que navegar num mar de incertezas, com a necessidade de investir fortemente na modernização da sua organização e sistemas, criando uma organização adaptativa e preparada para mudanças mais frequentes de modelo de negócio, canais e competências necessárias para o sucesso.
Para nós, que somos especialistas em tecnologias para a indústria Seguradora, e estamos presentes em mercados onde este processo já começou há algum tempo, esta é uma oportunidade de ajudar as Seguradoras nacionais, apresentando estratégias e tecnologias diferenciadas das que até aqui estavam disponíveis no mercado nacional, trazendo métodos e soluções que permitam a modernização das seguradoras nacionais e dos seus sistemas de informação.

Na área de consultadoria que desenvolvem, observam alguma nova tendência ou um novo tipo de seguro a nascer no sector segurador?
Como especialistas em tecnologia e com aprofundado know how nas várias áreas do setor Segurador, a consultoria da msg life Ibéria é de carácter tecnológico, ou seja, aconselhando quanto à solução mais ajustada ao binómio portfolio/ramos de produtos existentes e novas soluções/produtos/distribuição para os seus clientes finais.

Neste sentido, assistimos há algum tempo, e com mais ênfase nesta altura de consolidação, a questões de incerteza quanto à fiabilidade do sistema atual, ou seja, se suportará ou não as exigências presentes e futuras das áreas comerciais das organizações e dos próprios clientes.

É no aconselhamento das direções de sistemas de informação e/ou administrações que a nossa experiência nacional e internacional faz a diferença, no momento em que equaciona se devem fazer uma substituição completa de sistemas, com os investimentos avultados e riscos inerentes, ou se o mais adequado será optar por soluções modulares especializadas, que não só aproveitam o que de melhor existe na administração de sistemas atual, mas que lhes dará a autonomia, eficiência e dinamismo para por, exemplo, lançar produtos em períodos temporais muito curtos por forma a não se perder o time to market.

OJE

Recomendadas

Adjudicados últimos seis lotes do concurso para fornecimento de serviços à rede SIRESP

O concurso para fornecimento de serviços à rede de emergência SIRESP foi concluído na segunda-feira, antes do prazo, com a adjudicação dos restantes seis lotes, anunciou hoje a empresa que gere o sistema.

Há um “caminho longo” a percorrer no envelhecimento ativo, diz a ministra da Coesão Territorial

“Sabemos hoje mais sobre as maleitas dos mais velhos e sabemos como as evitar”, sublinhou Ana Abrunhosa, reiterando que “todos queremos envelhecer com qualidade”.

Apoio às famílias pode mitigar desaceleração da economia, prevê Fórum para a Competitividade

O pacote de apoios preparado pelo Governo como resposta à inflação pode mitigar a desaceleração da economia, mas o próximo ano apresenta-se repleto de riscos de desafios. Salários reais devem voltar a cair, prevê o Fórum para a Competitividade.