Mudança ‘online’ para todas as empresas no mercado regulado de gás já é possível

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) anunciou hoje uma atualização ao guia para mudar para o mercado regulado de gás natural, com os ‘links’ para a contratação eletrónica de todos os comercializadores naquele mercado.

Reuters

“A ERSE atualizou o ERSExplica “Como mudar para o mercado regulado de gás natural?” , onde passaram a constar os ‘links’ para a contratação eletrónica de todos os comercializadores de último recurso de gás natural”, informou o regulador, em comunicado.

Em causa está o levantamento, excecional, das restrições legais existentes no regresso dos clientes finais de gás natural com consumos anuais inferiores ou iguais a 10.000 m3 ao regime de tarifas reguladas, anunciado pelo Governo no final de agosto.

A medida foi tomada para fazer face aos aumentos das tarifas por comercializadores no mercado livre, que entraram em vigor em 01 de outubro, já que o mercado regulado pratica preços mais baixos.

O ministro do Ambiente, Duarte Cordeiro, anunciou, em 06 de setembro, que os comercializadores do mercado regulado seriam obrigados a disponibilizar a possibilidade de contratação ‘online’, no prazo de 45 dias.

A medida que permite a transição para o mercado regulado tem um universo de potenciais beneficiários de 1,3 milhões.

O fornecimento de gás natural no mercado regulado mantém-se até 31 de dezembro de 2025, data prevista para a extinção das tarifas reguladas de venda de gás.

É possível aceder ao guia da ERSE em ersexplica_gas-natural-regulado.pdf, onde está também disponível a tabela dos preços de gás natural praticados no mercado regulado.

Recomendadas

Expectativas de exportação na Alemanha aumentam em novembro, diz Ifo

Depois de uma queda no mês anterior, a indústria automóvel volta a ter expectativa de crescimento nas exportações.

Ucrânia: Angola admite impacto no aumento dos preços dos bens alimentares

Segundo o secretário de Estado do Planeamento angolano, Milton Reis, Angola apesar de ser um exportador líquido das “commodities” energéticas “não está imune aos efeitos deste conflito”.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta segunda-feira.
Comentários