Mundial do Qatar não está a cumprir as promessas sobre a pegada carbónica

As emissões pela construção de sete novos estádios podem ser até oito vezes superiores ao previsto, de acordo com a organização sem fins lucrativos “Carbon Market Watch”.

Os organizadores do Mundial do Catar estão a falhar no cumprimento das promessas acerca da pegada carbónica e a construção de sete novos estádios de futebol é aquilo que causa maior preocupação. Isto porque as emissões de carbono terão sido previstas pela organização abaixo do que se vai realmente verificar, de acordo um relatório da “Carbon Market Watch” (CMW), uma organização sem fins lucrativos que procura lutar contra as alterações climáticas.

“Seria ótimo ver o impacto climático dos Campeonatos do Mundo FIFA drasticamente reduzido, mas isso neste momento não é credível”, garantiu o autor da análise, Gilles Dufrasne, para quem a “falta de transparência” do processo não evita a existência de provas.

“As emissões deste Mundial vão ser consideravelmente mais altas do que previsto pelos organizadores”, garante.

A CMW reitera que as emissões de carbono devidas às construções dos novos estádios poderão ser oito vezes mais altas do que foi antecipado. Aquela instituição refere que esta é uma situação “problemática” e lembra que o uso destes depois do Campeonato do Mundo “é incerto”.

Recorde-se que o Campeonato do Mundo vai ser jogado em oito estádios. Um destes já estava construído, enquanto os outros foram planeados tendo em vista precisamente o Mundial, que vai ter início no dia 21 de novembro, terminando a 18 de dezembro.

Recomendadas

Mundial2022: António Costa cancela deslocação para assistir a jogo por motivos de saúde

António Costa será substituído pela ministra dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, que tem a tutela do Desporto.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Catar 2022. Jogo diante do Uruguai foi o mais visto da história de Portugal em Mundiais

Mais de 80% dos portugueses já viram pelo menos um minuto da cobertura televisiva do mundial do Qatar, de acordo com as estimativas divulgadas pela FIFA.
Comentários