Municípios têm poderes para regular velocidade e estacionamento das trotinete, aponta MAI

O ministro da Administração Interna disse hoje que os municípios têm atualmente poderes para regular a velocidade e o estacionamento das trotinetes e admitiu uma revisão o Código da Estrada.

Cristina Bernardo

“Vamos aguardar pelas conclusões das audições que estão a ser feitas, se for necessário proceder a algumas alterações com certeza que teremos que ajustar o quadro legislativo às necessidades, mas vamos avaliar se é ou não uma necessidade”, disse aos jornalistas José Luís Carneiro, quando questionado se o Governo vai alterar o Código da Estrada, tendo em conta as novas formas de mobilidade suave, como trotinetes e bicicletas elétricas.

O ministro falava após ter presidido à abertura do seminário “Mobilidade Ativa: Futuro em Segurança”, que se realiza ao longo do dia de hoje em Lisboa, numa organização do Ministério da Administração Interna (MAI) e a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Nesta iniciativa, o governante deixou a mensagem que atualmente os municípios já têm “a possibilidade de regularem a velocidade e o estacionamento” para as trotinetes dentro das localidades.

“Os municípios, no que diz respeito à mobilidade suave, mais concretamente ao uso das trotinetes, têm já possibilidades, em sede de posturas municipais, que são aprovadas em reuniões de câmara e assembleias municipais, de proceder à redução da velocidade e também poderes de regular as condições e os locais de estacionamento desses veículos”, precisou.

O ministro, que se manifestou satisfeito por as grandes cidades estarem a procurar regular o uso das trotinetes, em especial Lisboa e Porto, sublinhou que “há um trabalho que pode ser feito por parte dos municípios” em relação a este tipo de veículos.

“Neste momento, a redução da velocidade dentro dos municípios pode ser feita sem qualquer alteração legislação”, frisou, referindo que “a ANSR e o MAI estão disponíveis a apoiar os municípios a elaborarem os seus planos de segurança rodoviária”.

Em relação ao licenciamento das entidades proprietárias das trotinetes, o ministro avançou também que esta matéria tem vindo a ser trabalhada com a secretaria de Estado da Administração Local que já apresentou uma proposta para que este poder passe para as autarquias.

“Nesse ponto de vista há uma proposta da secretaria de Estado da Administração Local para que seja colocado nas autoridades municipais o poder para esse licenciamento”, disse, realçando que muito em breve estará concluída.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

Carlos Moedas defende que Estado devia rever lei de estrangeiros com mais de dez anos

Autarca sustenta que “Portugal precisa de imigrantes”, uma vez que “estamos a diminuir a população”, mas que é preciso que quem chega tenha regras revistas anualmente.

Ex-vereador do Chega ganha pelouro da fiscalização na Câmara do Seixal

Henrique Freire, vereador independente que foi eleito para a Câmara do Seixal pelo Chega, vai assumir o pelouro da Fiscalização e Contra-Ordenações. Oposição considera que esta é uma estratégia da CDU para assegurar a maioria no executivo camarário.
Comentários