Musk processado por investidores do Twitter por atraso na divulgação de participação

Os investidores alegam que Musk poupou 156 milhões ao não divulgar que tinha comprado mais de 5% da rede social até 14 de março. O momento da divulgação da participação de Musk já desencadeou uma investigação da Securities and Exchange Commission (SEC) dos EUA, informou o “The Wall Street Journal” no início deste mês.

Elon Musk

O milionário Elon Musk foi processado por investidores do Twitter por atraso na divulgação da sua participação na empresa, avança a “Reuters”, enquanto o fundador da Tesla está em processo de aquisição por 44 mil milhões de dólares.

Os investidores alegam que Musk poupou 156 milhões ao não divulgar que tinha comprado mais de 5% da rede social até 14 de março.

De acordo com o processo aberto na quarta-feira no tribunal federal de São Francisco, Musk continuou a adquirir ações depois disso e revelou no início de abril que possuía 9,2% da empresa.

“Ao adiar a divulgação de sua participação no Twitter, Musk se envolveu em manipulação de mercado e comprou ações do Twitter a um preço artificialmente baixo”, disseram os investidores, liderados por William Heresniak.

A agência de notícias adianta que nem Musk nem o seu advogado responderam aos pedidos de comentários. O Twitter recusou-se a comentar.

O momento da divulgação da participação de Musk já desencadeou uma investigação da Securities and Exchange Commission (SEC) dos EUA, informou o “The Wall Street Journal” no início deste mês.

Recomendadas

Afinal, que soluções existem para as empresas?

O Banco Português de Fomento lançou no início do ano os dois primeiros programas para apoiar a solvabilidade do tecido empresarial português. A banca está focada em aconselhar e montar as operações.

Presidente da Ryanair antecipa subida de preços nas ‘low-cost’

Michael O’Leary diz que o preço médio por bilhete deverá subir entre 10 a 20 euros nas viagens low-cost, que estão a tornar-se, segundo o mesmo, “demasiado baratas”.

Candidaturas selecionadas para o Consolidar conhecidas em julho

Os programas Recapitalização Estratégica e Consolidar têm gerado grande interesse, diz a presidente da comissão executiva do Banco Português de Fomento, Beatriz Freitas, ao Jornal Económico.
Comentários