Premium“Nada vale perder a confiança do meu público”

De um rancho de gado no Arizona para o palco da Web Summit. Aos 26 anos Hyram Yarbro soma milhões de seguidores em todo o mundo que nele procuram conselhos de ‘skincare’. Parece de nicho, porque é, mas os vídeos do norte-americano geraram um acréscimo de 89% nas vendas globais da CeraVe em 2020. Sobre o papel cada vez mais central dos criadores nas estratégias das marcas, diz ao JE que há que não esquecer a saúde mental e sublinha que a nossa relação com a internet e as redes sociais vai mudar drasticamente.

Entre pingos de chuva tímidos, distintos do clima a que está habituado no Havai, onde vive, Hyram Yarbro pouco se destaca, aparentemente, da multidão habitual da Web Summit. É sob um céu cinzento que o norte-americano se senta com o Jornal Económico (JE). De um lado, os pavilhões da FIL. Do outro, o Altice Arena.

É curioso encontrar um dos influenciadores mais badalados do mundo no Parque das Nações, assumidamente longe do rancho de gado onde cresceu no Arizona (Estados Unidos), mas o percurso que o tornou uma referência global no mundo da dermacosmética é a personificação do sonho americano.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

GameStop: o poder das comunidades

Weekend: A equipa da Instinct deixa-lhe sugestões de entrevistas, livros, filmes, séries, podcasts e artigos que o/a vão ajudar a entender, refletir e inspirar sobre o futuro para inovar com impacto.

Ministro da Cultura quer consenso alargado nas diretivas sobre direitos no mercado digital

A diretiva europeia que adapta a gestão dos direitos de autor e dos direitos conexos ao meio digital vai estar em consulta pública, período durante o qual poderão voltar a ser ouvidas as partes interessadas no processo.

Bankinter é mecenas da exposição “Faraós Superstars” na Fundação Gulbenkian

A exposição “Faraós Superstars” pretende fazer uma reflexão sobre a popularidade dos faraós, reunindo 250 peças de importantes coleções europeias, provenientes de diferentes períodos históricos, desde antiguidades egípcias, passando pelas iluminuras medievais e pintura clássica até à música pop.
Comentários