Não abasteça ainda: vem aí mais uma descida nos combustíveis

Se está a pensar em atestar o depósito do seu carro espere pela próxima segunda-feira. Veja aqui onde estão os postos mais baratos.

Os preços dos combustíveis vão descer na próxima semana, refletindo as cotações médias da gasolina e do gasóleo nos mercados internacionais. Segundo fonte do setor contactada pelo Económico, a “evolução das cotações em euros aponta para uma descida dos preços – mais acentuada novamente no gasóleo do que na gasolina”.

As descidas vão sentir-se tanto nas bombas das principais gasolineiras como nos postos dos hipermercados, onde “os cortes rondam os 0,0188 euros por litro, no caso do gasóleo, e 0,0185 euros por litro no que diz respeito à gasolina”, avançou uma outra fonte.

Os preços dos combustíveis estão a descer há dez semanas consecutivas. Apesar da recomendação de manutenção dos preços, os postos de abastecimento nacionais continuam a optar por reduzir o custo de ambos os combustíveis. Segundo dados da Direcção Geral de Energia e Geologia (DGEG), desde 8 de outubro, altura em que os preços começaram este ciclo de quedas, a gasolina desceu 16 cêntimos, enquanto o gasóleo recuou 10 cêntimos por litro.

Os mais Económicos

Gasolina(s):
– Pingo Doce de Castelo Branco-Cruz de Montalvão – 1,310€

– GASPE – SENDIM – 1,313€

– Pingo Doce de Castelo Branco-Cruz de Montalvão -1,318€

– Jumbo de Castelo Branco – 1,319€

– Intermarché de Azambuja- 1,329€

Gasóleo(s):
– Pingo Doce de Castelo Branco-Cruz de Montalvão – 1,175€

– Intermarché do Cartaxo – 1,179€

– Pingo Doce de Castelo Branco-Cruz de Montalvão – 1,184€

– Jumbo de Castelo Branco – 1,185€

– Intermarché de Vila Real de Santo António- 1,189€

Recomendadas

Patrões vão ter majoração em 50% dos custos com aumentos salariais no IRC

No âmbito do acordo de rendimentos, o Governo decidiu propor aos parceiros sociais uma majoração em 50% dos custos com a valorização salarial em IRC. Patrões têm reclamado, note-se, medidas mais transversais.

Governo propõe reforço do IRS Jovem. Isenção sobe para 50% no primeiro ano

Jovens vão passar a ter um desconto fiscal maior, no início da sua carreira. IRS Jovem passará a prever uma isenção de 50%, em vez de 30%, no primeiro ano.

Governo quer atualizar os escalões do IRS em 5,1% em 2023

O Governo decidiu rever em alta o referencial dos aumentos salariais, puxando-o para o valor do aumento da massa salarial da Função Pública: 5,1%. Será esse o número que será usado para atualizar os escalões do IRS.
Comentários