“Não aumentar o salário mínimo em 2021 é um erro”, diz o CEO da TIMING

Ricardo Mariano, fundador e CEO da Timing People – Empresa de Trabalho Temporário, confirmou o trajeto que a empresa de recursos humanos fez até hoje em Portugal e abriu o jogo face à sua estratégia para o futuro.

A empresa encontra-se a abraçar novos e maiores desafios, e prepara-se para abrir portas a mercados internacionais.

Ultrapassados os sempre trabalhosos primeiros anos, a Timing, que comemorou este ano o seu quinto aniversário, e que em 2019 foi uma das maiores entidades empregadoras do setor privado no Algarve, vai apostar em três vertentes de atuação no seu plano 2021-2025: enfoque na expansão pelo território nacional, modernização tecnológica, digital e processual e o lançamento de um inovador método de entrevistas. Em conversa, Ricardo Mariano aborda também a realidade do setor das empresas de trabalho temporário.

Em que medida esta pandemia afetou a faturação da vossa empresa?

Tínhamos uma previsão de faturação para este ano de 15 milhões de euros, e na verdade ficaremos pela metade. É um ano difícil para todos, mas estamos concentrados e motivados no percurso que temos vindo a trilhar.

Como vê o ano 2021 para as empresas de recursos humanos em Portugal?

Continuará certamente a ser difícil fazer projeções para os próximos meses. A esperança é de que seja um ano de inversão na queda histórica das economias mundiais, e que permita recuperar parte do que foi perdido este ano, mas ainda sem grandes euforias. Estou confiante que o segundo semestre de 2021 irá trazer uma procura muito interessante ao nosso setor. 2021 será um ano de inovação e reinvenção do trabalho temporário e da forma como este se insere no mercado.

As alterações à legislação laboral de outubro do ano passado prejudicaram a vossa atividade?

Até ao momento, não sentimos qualquer prejuízo derivado destas alterações laborais.

E o salário mínimo nacional, deverá ser aumentado?

Claro que sim. Entendo que esta pandemia, infelizmente, veio prejudicar uma boa parte do nosso tecido empresarial, a Timing não foi exceção, mas será um erro não aumentar o SMN.

A sua empresa é ainda jovem e já obteve um grande destaque. Qual é o segredo?

O segredo do sucesso de qualquer empresa é sempre a sua equipa. Contamos com uma equipa jovem, profissional e qualificada. Que procura responder às necessidades do mercado, de forma rápida e profissional. Isto não é só teoria, é o que temos aplicado e, felizmente com sucesso, na prática. Estar constantemente focados em surpreender positivamente os clientes, também ajuda.

Que planos tem a Timing para o futuro?

O futuro da Timing passa pela expansão a nível territorial, com a abertura de mais delegações em Portugal e em Espanha, e na sua oferta, com a entrada em novos mercados. Temos como principal objetivo chegar ao TOP 10 nacional das empresas de trabalho temporário, por volume de negócios.

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com a Timing.

Recomendadas

Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra: 50 anos a ganhar o futuro

A juventude dos seus 50 anos e o prestígio de uma Universidade com mais de 730 anos.

Financiamento sustentável? Sim, e está cada vez mais próximo de si!

O balanço de um encontro entre banca, filantropia e empreendedorismo, unidos com um propósito único: criar modelos económicos mais ecologicamente responsáveis.

Tudo o que precisa de saber sobre o SIFIDE e fundos de investimento – Assista agora!

Assista ao JE Brand Channel webinar: SIFIDE e Fundos de Investimento e descubra todas os benefícios deste sistema para as empresas.
Comentários