NASA acaba com mistério… há água em Marte!

A NASA, Agência Espacial norte-americana, colocou um ponto final ao clima de agitação e grande curiosidade que criou a partir do momento em que anunciou, no seu site, que se preparava para explicar e resolver o mistério de Marte. Assim, a partir de agora, e segundo dados da missão da NASA, constituída pelos seus investigadores […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A NASA, Agência Espacial norte-americana, colocou um ponto final ao clima de agitação e grande curiosidade que criou a partir do momento em que anunciou, no seu site, que se preparava para explicar e resolver o mistério de Marte.

Assim, a partir de agora, e segundo dados da missão da NASA, constituída pelos seus investigadores e membros de entidades norte-americanas e francesas, que se dedica a estudar a história da água em Marte, pode afirmar-se que existe água líquida neste planeta. Mas para já, os especialistas falam apenas em sais hidratados.

Segundo avança o Observador, a equipa encontrou provas indiretas da presença deste líquido essencial à vida no planeta vermelho. Os resultados da análise dos dados recolhidos pelo “Mars Reconnaissance Orbiter” – satélite que orbita Marte desde 2006 para estudar a história da água –, agora publicados na revista Nature Geosciences, mostram que em quatro locais de estudo, onde existem linhas de escorrência recorrentes, foram encontrados sais hidratados, ou seja, sais que têm moléculas de água na sua composição.

“Encontrámos indícios de sais hidratados em todas as quatro localizações nas estações em que as linhas de escorrência são mais extensas, o que sugere que é a fonte de hidratação que está a tornar esta atividade de escorrência periódica”, afirmam os investigadores no artigo. “As nossas descobertas apoiam a hipótese de que as escorrências recorrentes se formam como resultado da atividade de água em Marte atualmente.”

OJE

Recomendadas

União Europeia, G7 e Austrália limitam barril de petróleo russo a 60 dólares

Os 27 estados-membros da UE chegaram a acordo, esta sexta-feira, no estabelecimento de um teto máximo para o preço do petróleo russo nos 60 dólares por barril. Os sete países mais industrializados do mundo (G7) e a Austrália juntam-se na decisão.

Imigrantes do Bangladesh denunciam extorsão para obter vistos para Portugal

Um dos problemas para os bengalis está no facto de não existir representação diplomática portuguesa no seu país, o que os força a terem que recorrer à vizinha Índia. Entre Daca, capital do Bangladesh, e Nova Deli, capital da Índia, distam mais de 1.800 quilómetros.

Governo italiano aprova envio de armas à Ucrânia para todo o ano de 2023

O Governo italiano aprovou um decreto prolongando o fornecimento de ajuda, incluindo armamento, à Ucrânia para todo o ano de 2023.