Há um novo nome a fixar na área da saúde: 4H

Foi hoje apresentado ao mercado português o 4H Healthcare Group: grupo de capitais 100% portugueses com origem na Tecnifar, empresa farmacêutica com quatro décadas de história. Para além da área do medicamento, a Tecnifar investiu, nos últimos anos, nas áreas de diagnóstico e imagem, consumer health. Em dezembro de 2014, comprou o Hospital S. Gonçalo […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Foi hoje apresentado ao mercado português o 4H Healthcare Group: grupo de capitais 100% portugueses com origem na Tecnifar, empresa farmacêutica com quatro décadas de história.

Para além da área do medicamento, a Tecnifar investiu, nos últimos anos, nas áreas de diagnóstico e imagem, consumer health. Em dezembro de 2014, comprou o Hospital S. Gonçalo de Lagos.

O novo grupo de saúde emprega cerca de 500 pessoas, tem um volume de negócios aproximado de 40 milhões de euros e marca presença em todo o território nacional.

Com a criação do grupo 4H, os acionistas pretendem reforçar “a competitividade das empresas que o integram e aumentar ainda mais a presença internacional, através da representação, licenciamento ou distribuição do seu portefólio de produtos e serviços para diversos países da Europa, Ásia e África”.

O grupo 4H engloba quatro áreas de negócio: a Tecnifar, Tecnifar Consumer Health, IMAG e Hospital S. Gonçalo de Lagos.

 

O que fazem as empresas do grupo

  • A Tecnifar produz, comercializa e distribui medicamentos, próprios ou patenteados por empresas de investigação reconhecidas. Apresenta uma oferta de produtos de prescrição médica para terapêuticas relacionadas com o Sistema Nervoso Central, diabetes, Sistema Cardiovascular, sistema respiratório e saúde da mulher, entre outras áreas.
  • A Tecnifar Consumer Health opera na área da venda de medicamentos não sujeitos a receita médica, dispositivos médicos, suplementos alimentares e produtos naturais.
  • A IMAG, fundada em 2011, realiza cerca de 200 mil diagnósticos anuais e conta com 12 unidades de diagnóstico e terapêutica distribuídas pelo país. Todas as unidades estão certificadas pela norma ISO 9001:2008, com um índice de satisfação plena superior a 90%.
  • Hospital S. Gonçalo de Lagos – Presta serviços clínicos na área médica e cirúrgica, em internamento e ambulatório, disponibilizando atendimento permanente, consultas externas e meios complementares de diagnóstico e tratamento. Atualmente, disponibiliza 30 especialidades médicas e valências, urgências, e 28 camas para internamento.

Após a aquisição deste hospital ao grupo Lusíadas, o grupo 4H já investiu mais de 800 mil euros em equipamentos de diagnóstico e terapêutica, e foram recrutados mais de 20 colaboradores especializados, incluindo 10 médicos. Espera-se que o número anual de utentes ultrapasse os 100 mil, sendo cerca de 50% estrangeiros.

 

OJE

Recomendadas

Venezuela prepara acordos com petrolífera Chevron após alívio de sanções

A Venezuela anunciou hoje que vai assinar, nas próximas horas, acordos com a petrolífera norte-americana Chevron para impulsionar o desenvolvimento local de empresas mistas (capital público e privado) e a produção de petróleo.

“Via Verde rejeita categoricamente qualquer acusação de burla” que circule no Portal da Queixa

“Sempre que um cliente passa numa portagem e a transação falha, a Via Verde comunica diretamente com o cliente a dar conta de um eventual problema”, justifica. “Este alerta visa sempre proteger os clientes. Se o problema for confirmado, o cliente pode subscrever um plano Via Verde ou, se assim preferir, comprar um identificador novo”, esclarece fonte oficial da empresa ao JE.

ORES Portugal compra três hipermercados por 26,2 milhões que alugará ao Continente

Os três ativos imobiliários são objeto de contratos de arrendamento de longa duração com o Continente, do grupo Sonae, segundo um comunicado da SIGI do Bankinter e da Sonae Sierra.