Natal: Descubra os 10 presentes preferidos dos portugueses

Estudo sobre as intenções de consumo este Natal mostra que os consumidores portugueses continuam a preferir comprar os presentes nos centros comerciais.

Roupa e brinquedos são os presentes que estão no topo da lista dos consumidores portugueses este Natal, de acordo com dados divulgados esta segunda-feira pelo Observador Cetelem. Mobiliário e bricolagem continuam a ser os presentes com menos intenções de compra.

À semelhança do que se tem verificado em anos precedentes, o vestuário (58%) e os brinquedos (49%) continuam a ser os presentes mais oferecidos durante a época natalícia. No entanto, este ano há uma surpresa: contrariamente ao ano passado, a fechar o pódio das intenções de oferta estão os produtos culturais (36%), que este ano ultrapassam os perfumes e relógios (34%).

Seguem-se os vouchers de oferta (20%), os artigos de desporto (16%), os cabazes (8%), os telemóveis/smartphones (7%) e o equipamento informático (6%). A nível geral, 80% dos inquiridos planeiam oferecer presentes de alguma destas categorias, o que representa uma ligeira subida em relação ao ano anterior (78%).

Apenas 15% dos consumidores refere a intenção de oferecer este Natal viagens, eletrodomésticos, mobiliário ou bricolagem, que continuam a figurar entre os presentes que menos adesão têm durante a época natalícia.

O estudo sobre as intenções de consumo de Natal revela ainda que os centros comerciais são os locais de eleição pelos consumidores para a realização das compras de Natal (78%), seguindo-se as lojas de comércio tradicional (36%) e os super e hipermercados (33%). Apenas 1% dos inquiridos realizam as compras de Natal online.

Recomendadas

Pais com “maior dificuldade” em pagar as despesas escolares dos filhos, alerta Deco

Estudo da Deco Proteste revela que os pais estão com maior dificuldade em pagar as despesas escolares dos filhos este ano. Mais de metade dos agregados familiares afirmam estar com mais dificuldades em fazer face aos custos com a escola dos filhos. E 42% conseguem pagar a maioria das despesas, mas não todas. Já quase três em cada dez confessam ser impossível enfrentar alguns gastos.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.

Ativistas aumentam pressão sobre governos para intensificarem esforços de ação climática

Até ao momento, mais de 80 processos judiciais foram iniciados em todo o mundo para “obrigar” os governos a intensificarem os esforços.
Comentários