NATO Industrial Advisory reúne com a indústria da defesa em Gaia

Órgão consultivo e de assessoria de alto-nível que atua como foco e porta-voz das indústrias e das associações nacionais de defesa e segurança junto da NATO, reúne de 28 a 30 de novembro com 51 entidades de 25 países.

NATOpress/Twitter

A NATO Industrial Advisory Group (NIAG), órgão consultivo e de assessoria de alto-nível que promove a partilha de informação entre a NATO, os aliados e a indústria, reúne três vezes por ano, uma das quais fora do Quartel-General da NATO, em Bruxelas. Desta vez será em Portugal, mais precisamente em Gaia, de 28 a 30 de novembro.

A idD Portugal Defence, enquanto representante nacional no NIAG, apresentou uma candidatura para que em 2022 esta reunião externa decorresse em Portugal. Estarão representadas 51 entidades de 25 países, incluindo entidades da NATO, associações empresariais e alguns dos principais players globais da indústria de defesa, como a Airbus, a BAE Systems, a Leonardo, a Navantia, a Raytheon, a Saab ou a Thales.

Além das sessões plenárias, decorrerá um Industry Day “com o objetivo de demonstrar as capacidades da base tecnológica e industrial de defesa (BTID) e impulsionar eventuais oportunidades de negócio, cooperação e colaboração, potenciando a economia de defesa, uma área com um impacto importante na economia nacional”.

O Industry Day contará com a presença de 43 entidades nacionais, das quais 30 participarão em formato de exibidores, com um stand associado, incluindo empresas, centros de investigação e universidades, com múltiplos âmbitos de atuação, “sendo um reflexo da diversidade de competências e capacidades do tecido empresarial e do sistema e científico e tecnológico em Portugal.

Durante o evento decorrerão demonstrações de protótipos, produtos e serviços aos representantes do NIAG, incluindo protótipos de sistemas de avaliação de deformações para pás de turbinas, montagem e desmontagem de tendas militares e de campanha, protótipos de veículos aéreos autónomos de descolagem e aterragem vertical, soluções de serviços de cibersegurança e sistemas de ciberdefesa, peças de vestuário militar, incluindo vestuário inteligente, dispositivos médicos que interagem com a pele ou tecnologias adesivas, sistemas de simulação e treino, sistemas de comunicação táticos, sistemas de comando e controlo, e sistemas de vigilância, bem como demonstrações de fuselagem de rockets, proteções térmicas para satélites, sistemas de controlo para satélites, recetores de navegação precisa, componentes estruturais leves e materiais compósitos avançados.

O NIAG é um grupo de aconselhamento estabelecido em 1968 “com o objetivo de promover uma ligação entre as indústrias de defesa das nações da NATO, permitindo uma aproximação e atualização mais assertivas e eficazes da indústria e da tecnologia na atividade da aliança”.

Funciona como um órgão consultivo e de assessoria de alto-nível, “atuando como ponto focal e porta-voz das indústrias e das associações nacionais de defesa e segurança junto da NATO. Neste fórum discutem-se requisitos de capacidades e potenciais soluções, incluindo standards e questões relacionadas com interoperabilidade e intermodalidade, em que os novos desenvolvimentos tecnológicos desempenham um papel importante”.

A idD Portugal Defence é o representante de Portugal no NIAG. O estudo sobre a Economia de Defesa em Portugal, conduzido em 2021 pela idD, o IDN –Instituto de Defesa Nacional e o GEE – Gabinete de Estratégia e Estudos do Ministério da Economia, revela que “a economia de defesa nacional abrange cerca de 40 setores de atividade, sendo constituído por empresas com uma dimensão superior à média nacional, que exportam mais e investem mais em I&D. Apresentam ainda uma produtividade superior à média e pagam salários mais elevados. O setor foi resiliente à crise de 2020, o que reforça a sua importância para a economia nacional”.

Recomendadas

Sismo. Número de mortos na Turquia e Síria ultrapassa os 12 mil

O número de mortos provocados pelo sismo que abalou a Turquia e a Síria na segunda-feira ultrapassou os 12 mil, segundo um novo balanço provisório divulgado hoje por autoridades e equipas de resgate.

China aumentou atividades de espionagem e inteligência na Europa, denuncia NATO

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, denunciou hoje o aumento de atividades de espionagem e inteligência da China em países europeus, sem confirmar, no entanto, a descoberta de “balões-espiões” chineses sobre a Europa.

Terramoto na Turquia: ministro promete punição por negligência

O ministro Bekir Bozdag disse que serão tomadas medidas para punir os que se podem tornar responsáveis pela devastação induzida pelos terramotos que assolaram o país. Falhas nas construções serão um dos alvos.
Comentários