PremiumNegócios de venda direta faturam mais de 230 milhões de euros

Instituto que agrega Herbalife, Oriflame, Mary Kay, Amway e R HealthandBeauty – e fundado também por Avon e Tupperware – antecipa que as receitas destas empresas abrande em 2022.

Os negócios de venda direta ao público, que abrangem os suplementos alimentares da Herbalife ou os cremes da Oriflame, tiveram um ímpeto no primeiro ano da pandemia, registando um crescimento de 13,9% na faturação em Portugal, em termos homólogos, para 238 milhões de euros. Impelido pela vaga de despedimentos e de estabelecimentos comerciais encerrados, o número de revendedores (empresários em nome individual que fazem a distribuição dos produtos) também aumentou: 12% entre 2019 e 2020 para 230.900.

A presidente do Instituto Português de Venda Direta (IPVD) explica que, curiosamente, os produtos de bem-estar tiveram maior procura no primeiro ano da pandemia e, como as reuniões caseiras para vendas passaram a livestreaming nas redes sociais e demonstrações online, este tipo de empresas ganhou outra projeção – o que aliás é comum em períodos de crise económica. Perante um cenário de recuperação, Gertrudes Soares antecipa um 2022 mais “desafiante” e, provavelmente, com “abrandamento”.

 

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Respostas Rápidas: como deve investir a pensar na reforma?

Com uma estrutura demográfica cada vez mais envelhecida, as dúvidas em torno da sustentabilidade da Segurança Social no médio-prazo reforçam o papel da poupança privada no rendimento dos portugueses em reforma, pelo que importa compreender os vários instrumentos financeiros ao seu dispor.

Respostas rápidas: é assim que pode ir para a reforma antes dos 66 anos e sete meses

Não tem 66 anos e sete meses, mas quer ir para a reforma? Há vários regimes que permitem a antecipação da pensão de velhice. O Jornal Económico explica, com base num guia do ComparaJá.

Preço médio das casas do Canadá vai custar perto de 500 mil euros até ao fim de 2023

Aumento das taxas de juro acima do previsto pelo Banco do Canadá estão a fazer com que os custos com a habitação consumam 60% das finanças das famílias, o valor mais elevado desde 1990.
Comentários