Nenhum português entre os cinco novos astronautas de carreira da ESA

Nenhum português foi selecionado pela Agência Espacial Europeia (ESA) para a classe de cinco novos astronautas de carreira, hoje conhecida.

A ESA selecionou, no âmbito da campanha de recrutamento lançada em março de 2021, três homens (de Espanha, Bélgica e Suíça) e duas mulheres (de França e Reino Unido).

Entre os novos astronautas há pilotos, um médico e um neurocientista.

Os novos astronautas de carreira, que foram anunciados numa cerimónia transmitida em direto de Paris, França, vão iniciar no próximo ano o programa de treinos para futuras missões espaciais e vão juntar-se ao atual corpo ativo de sete astronautas da ESA – de Itália (2), Alemanha (2), Reino Unido (1), Dinamarca (1) e França (1).

A ESA selecionou também, pela primeira vez, um astronauta com uma deficiência física, enquadrado por um programa que servirá para estudar as condições e tecnologias que garantam missões seguras para estas pessoas.

À campanha de recrutamento lançada em 2021, mais de dez anos depois da precedente, apresentaram-se 320 portugueses com candidatura válida, entre um total de mais de 22 mil de várias nacionalidades.

A ESA abriu o novo recrutamento a pensar em futuras missões à Lua ou mesmo a Marte e quis aumentar o número de mulheres no espaço – atualmente a agência tem uma astronauta no ativo, a italiana Samantha Cristoforetti, que se tornou este ano na primeira mulher europeia a comandar a Estação Espacial Internacional.

Recomendadas

Banco de Fomento lança consulta pública para dois novos Programas de co-investimento em PME

Estando ainda disponível o montante de 475 milhões de euros para lançar novos Programas, “o BPF convida as empresas e todos os interessados a participar na consulta pública acerca de futuras soluções de capital e quase capital, com o objetivo de obter contributos sobre as condições de dois Instrumentos Financeiros pré-estruturados destinados a fomentar a constituição de empresas e/ou capitalização empresarial”, revela o banco liderado por Ana Carvalho.

Premium“Somos a ótica das pessoas e que traz o know how francês”, diz CEO do grupo MonOpticien

Em entrevista ao JE, o CEO do grupo MonOpticien, Florent Carriére, explica o modelo de subscrição que traz para Portugal. “O meu concorrente não é a Multióticas, é a a Netflix e o Spotify”, sublinha.

Bancos da zona euro devolvem antecipadamente 447,5 mil milhões ao BCE

Este montante vem juntar-se aos quase 300 mil milhões de euros que foram reembolsados antecipadamente em 23 de novembro.
Comentários