Nestlé estreia programa de requalificação profissional PRO_MOV

Em Portugal, este programa destinado a combater o desemprego (PRO_MOV) teve início em dezembro de 2021, através da criação do projeto-piloto, impulsionado pela Nestlé, SAP e Sonae, em colaboração com a EDP, Delta Cafés, Sogrape, ao lado do setor público, nomeadamente o IEFP, e em estreita cooperação com o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Mario Lopes Pereira. Linda-a-Velha, 20 de Julho de 2022. Sede da Nestle. BRP (Business Roundtable Portugal) – WORKSHOP PRESENCIAL E SESSÃO COMEMORATIVA DE FINAL DE CICLO. Trabalho para Nestle com Elsa Santos e Vera Ferreira

A Nestlé é a primeira empresa a implementar o novo modelo de requalificação profissional em Portugal. O laboratório de indústria lançado em 2021 e liderado pela Nestlé, no âmbito do programa PRO_MOV, dirige-se a Técnicos de Manutenção Eletromecânicos e foi o primeiro a ser implementado em Portugal, revela a empresa em comunicado.

“Em janeiro de 2022, a empresa foi o ponto de partida deste projeto europeu através de uma ação de formação dirigida a Técnicos de Manutenção Eletromecânicos, no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) do Porto”, refere o comunicado.

“Trata-se de uma nova cultura de requalificação inovadora na medida em que acompanha os formandos ao longo de todo o processo, aplicando uma metodologia de formação com elevado envolvimento da empresa”, acrescenta a Nestlé.

A Nestlé anuncia que “vem reforçar a sua aposta em projetos da área de Recursos Humanos ao liderar o projeto-piloto do programa PRO_MOV, que pretende implementar uma nova cultura de requalificação profissional em Portugal”.

“Ao longo de seis meses, os alunos embarcaram numa formação de cariz intensivo, com o mais alto nível de retenção na aprendizagem, preparando-se para o próximo passo do plano: a formação prática em contexto real de trabalho, durante três meses e com data de início a 19 de setembro”, diz a Nestlé.

“É esta componente prática e o facto de ser remunerado, bem como o acompanhamento e apoio permanente de um profissional experiente na área, que torna esta metodologia diferenciadora e decisiva para a aceleração da requalificação dos formandos”, frisa a empresa.

A Nestlé vem, ainda, anunciar um segundo curso para Técnicos de Manutenção Eletromecânicos, durante o próximo ano.

A componente prática do programa em contexto de trabalho remunerado arranca no dia 19 de setembro e as inscrições para a integração num novo curso, em 2023, abrem já em novembro deste ano.

O PRO_MOV é um programa que se insere na iniciativa europeia “Reskilling 4 Employment” (R4E) e tem como objetivo combater o desemprego e promover a requalificação de um milhão de profissionais ao nível europeu, até 2025, “cuja qualificação e/ou experiência seja desajustada face a necessidades atuais e emergentes de um mercado de trabalho em profunda alteração”.

Em Portugal, esta iniciativa teve início em dezembro de 2021, através da criação do projeto-piloto, impulsionado pela Nestlé, SAP e Sonae, em colaboração com a EDP, Delta Cafés, Sogrape, ao lado do setor público, nomeadamente o IEFP, e em estreita cooperação com o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

“O objetivo é lançar 30 cursos e abrir 600 turmas, em diversas áreas de atividade e regiões do país, requalificando 20 mil portugueses até 2025”, explica o comunicado da Nestlé.

Em julho deste ano, a Associação Business Roundtable Portugal (BRP) associou-se ao PRO_MOV, contando assim com o envolvimento de mais 17 empresas associadas (Altice, BA Glass, BPI, CIN, CTT, Delta, EDP, Fidelidade, Galp, Hovione, José de Mello, Millennium BCP, Salvador Caetano, Semapa, Sogrape, Sovena e Sugal) e 6 empresas externas (Aveleda, Bosch, Esporão, ManpowerGroup, Symington, The Fladgate Partnership), contribuindo assim para acelerar o desenvolvimento e execução do programa.

Recomendadas

BNA levanta suspensão da participação no mercado cambial imposta ao Finibanco Angola

O Finibanco Angola tinha sido suspenso de participar no mercado cambial, por um período de 45 dias, pelo Banco Nacional de Angola (BNA), depois de o supervisor bancário angolano detectar incumprimentos durante uma inspecção pontual, em meados de agosto.

“Café com o CEO”. Assista à conversa com o Dr. Luís Teles, em direto a partir de Luanda

“Café com o CEO” é uma iniciativa promovida pela empresa angolana E.J.M, fundada por Edivaldo Machado em 2012, que procura dar a conhecer os líderes que estão a dar cartas em Angola e outros países da Lusofonia. Assista à sessão em direto de Luanda, capital angolana.

Rogério Carapuça: “Há que estar entre os primeiros, não ser o primeiro dos últimos”

O presidente da APDC considera que o desenvolvimento do sector das TIC se dá a um ritmo saudável apesar dos obstáculos concretos que ainda impedem o país de estar entre os melhores classificados. A capacitação e qualificação das pessoas e das empresas são desafios no topo da agenda, mas a simplificação é palavra de ordem para abandonar o paradigma da burocracia que assombra os serviços públicos, alerta Rogério Carapuça.
Comentários