Netflix pondera investir na transmissão de eventos desportivos

Outras plataformas de ‘streaming’ já seguiram o caminho da transmissão de eventos desportivos. É o caso da Disney+ e da Apple. A Netflix pode ser a próxima, depois de ter avançado com um novo modelo de assinatura no mês passado.

10 – Netflix (223 milhões de downloads)

A Netflix está a explorar a possibilidade de investir na transmissão em direto de eventos desportivos na sua plataforma de ‘streaming’. A informação foi avançada na terça-feira pelo diário norte-americano “The Wall Street Journal”, que cita fontes próximas do assunto.

Em cima da mesa estaria a possibilidade entretanto descartada de transmissão de jogos do ATP (circuito mundial de ténis masculino) para determinados países europeus, como são os casos de Reino Unido e França. Na calha esteve também a aquisição dos direitos de transmissão de partidas do WTA (circuito mundial de ténis feminino) e provas de ciclismo. No ano passado, houve conversas sobre a transmissão de provas do campeonato mundial de surf (WSL).

Os relatos surgem num momento em que a Netflix procura fazer face à competição imposta por outras plataformas de streaming, como é o caso da Disney+, a Apple TV ou a Amazon Prime. No mês de outubro, a Netflix lançou um novo modelo de subscrição, que inclui anúncios, com o propósito de fazer crescer o número de subscritores e as receitas. O resultado foi um terceiro trimestre com resultados bastante acima das expetativas.

Outras plataformas já seguiram o caminho da transmissão de eventos desportivos. É o caso da plataforma detida pela Walt Disney, que transmite corridas da Fórmula 1, e da Apple TV, que vai transmitir todos os jogos da Liga norte-americana de futebol (MLS) na próxima década.

Recomendadas

Marcas vs Catar: o difícil equilibrismo das maiores marcas do mundo. Veja o “Jogo Económico”

Do equilibrismo de quem patrocina a prova à anti-campanha de quem está de fora, estes dias estão entregues a uma espécie de Mundial de marcas com desfecho imprevisível. Daniel Sá, especialista em marketing desportivo e diretor-executivo do IPAM e Henrique Tomé, analista da corretora XTB, são os convidados desta edição.

O Mundial de todas as contradições em análise. Veja o “Atlantic Connection”

Com apresentação de Giovanna Oliveira e José Carlos Lourinho, o Atlantic Connection é um programa produzido em parceria pela BM&C News e pelo Jornal Económico, que oferece uma perspectiva em português sobre os grandes temas da atualidade global.

“Catar? O meu lugar no futebol é no Estádio da Luz”, realça ministro da Cultura

Na semana em que o Parlamento votou e aprovou a ida de Marcelo Rebelo de Sousa ao Catar, para que o Chefe de Estado estivesse na estreia da Seleção portuguesa nesta competição, o ministro da Cultura, conhecido sócio e adepto benfiquista, referiu nesta entrevista que não irá ao Mundial, mesmo que Portugal chegue à final.
Comentários