Richard Branson financia campanha contra o Brexit

O novo movimento terá já garantido financiamentos na ordem de um milhão de euros.

O empresário milionário britânico Richard Branson, dono da Virgin, propõe-se a financiar uma campanha contra a saída do Reino Unido da União Europeia. Além de ter disponibilizado os espaços de escritórios, o empresário dá ajuda jurídica e financeira. O novo movimento terá já garantido financiamentos na ordem de um milhão de euros, provenientes de diversas origens.

“Como empresário tenho sido conhecido por assumir riscos ao longo da minha carreira, mas deixar a União Europeia não é um dos riscos que eu gostaria que o Reino Unido tomasse – nem como investidor, pai ou avô. Estou profundamente preocupado com o impacto da saída”, disse Branson.

De facto, Sir Richard Branson é dos milionários que mais arriscou ao longo da carreira. Com 16 anos fundou uma revista sobre música rock, celebridades e política. Um ano depois o empresário fundava um centro de apoio a estudantes e, com 20, fundava a Virgin, uma empresa de venda de discos por correio, que logo a seguir abria uma loja em Londres. Em 1972, montou um estúdio de gravação áudio, onde o músico Mike Oldfield gravou o disco ‘Tubular Bells’, que viria ser lançado no ano seguinte.

Este álbum foi um enorme sucesso e vendeu mais de cinco milhões de exemplares, proporcionando à Virgin uma excelente estreia. Estavam lançadas as bases do sucesso de um homem que comanda mais de 400 empresas e é líder de investimento em áreas tão distintas como o turismo espacial, a saúde, a música, as comunicações, os refrigerantes, os transportes ferroviários e os combustíveis menos poluentes – entre tantas outras.

Uma vida de aventuras

“Sucesso é quando criamos algo de que podemos ter orgulho” – é das frases preferidas de Richard Branson, multimilionário dos sete ofícios, empreendedor por conta própria, magnata do seu próprio império. Mas vamos começar pelo início que é por onde começam todas as histórias: Branson nasceu a 18 de Julho de 1950, em Surrey, na Inglaterra, criado numa família tradicional e conservadora.

Quando lhe perguntam como consegue gerir tantas e tão diferentes actividades, responde habitualmente que o segredo é uma equipa, competente e na qual confia, de cerca de 70 mil empregados que deixa “à vontade para experimentar e também errar” e que elogia para motivar.

Curioso no perfil de Branson é o facto de coexistirem na sua vida dois lados aparentemente opostos: ao foco e seriedade nos negócios alia-se um espírito aventureiro que por vezes até põe a vida em risco. Basta recordar que o multimilionário já teve de ser resgatado cinco vezes das suas viagens em balão. Sobre isso já disse: “Se alguém me dá oportunidade de dar a volta ao mundo de balão, de conhecer o espaço, de bater um recorde na vela, vou-me arrepender se disser que não. Dizer que sim pode ser mais perigoso mas é muito mais divertido”.

Recomendadas

OE2023: Margem orçamental para função pública está esgotada

Na primeira reunião, realizada na segunda-feira, o Governo indicou que a valorização da administração pública iria custar 1.200 milhões de euros, incluindo aumentos salariais, progressões e promoções e a revisão da tabela remuneratória.

PremiumBdP revê inflação em alta, mas pico já deverá ter passado

Banco central projeta taxa de 7,8%, a mais elevada desde 1993 nos preços, levando a perdas reais nos salários, que crescem a uma taxa mais baixa. Juros em alta não devem criar terramoto na dívida.

PremiumSalário mínimo da Função Pública vai subir 57 euros

A base remuneratória da Administração Pública vai subir 8% em janeiro, o que significa que esses trabalhadores não perderão poder de compra. Já a maioria dos demais funcionários públicos vai ter aumentos abaixo da inflação.
Comentários