Nicolás Maduro anuncia vitória nas eleições municipais da Venezuela

Mais de nove milhões de eleitores participaram nas eleições municipais de domingo na Venezuela, anunciou o Conselho Nacional Eleitoral.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que o ‘chavismo’ [regime do antigo Presidente Hugo Chávez, que morreu em 2013], conquistou mais de 300 das 335 câmaras municipais do país, incluindo Maracaibo, Barquisimeto, Valência, Maturín, Barcelona, Puerto La Cruz e Cidade Bolívar.

“Foi um recorde (de participação) numa eleição municipal, mesmo com os apelos para se absterem”, declarou o presidente, na televisão estatal. Estas eleições foram “uma grande vitória”, sublinhou.

Mais de nove milhões de eleitores participaram nas eleições municipais de domingo na Venezuela, anunciou o Conselho Nacional Eleitoral (CNE). De acordo com os resultados já contabilizados, 9.139.564 pessoas (47,32% dos eleitores) votaram nas autárquicas, afirmou a responsável do CNE, Sandra Oblitas.

Em Caracas, a candidata do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV, no poder), Erika Farias, foi eleita para presidir o município Libertador, o maior do Distrito Capital.

Do mesmo partido, José Vicente Rangel Ávalos vai presidir ao populoso bairro de Petare, considerado um bastião do ‘chavismo’. Ainda no Distrito Capital, as câmaras municipais de El Hatillo, Chacao e Baruta vão ser conduzidas por opositores do regime.

No estado de Zulia (noroeste), onde o governador Juan Pablo Guanipa foi recentemente destituído pela Assembleia Constituinte, por não reconhecer esse organismo, a Câmara Municipal de Maracaibo será liderada por Omar Pietro, do PSUV. Nesta eleição, Pietro derrotou o líder opositor Manuel Rosales, fundador do partido Um Novo Tempo.

Em Táchira (noroeste), o opositor Gustavo Delgado foi eleito em San Cristóbal. De acordo com a imprensa venezuelana, as eleições decorreram com tranquilidade, apesar da existência de toldos vermelhos do PSUV junto de centros de votação e de ter sido pedido a alguns eleitores o “cartão da pátria” [do PSUV], dados de identificação e contactos telefónicos.

Relacionadas

Venezuelanos votam hoje para os municípios

Regime de Nicolás Maduro quer aumentar a sua presença nas câmaras, depois de, nas eleições estaduais, ter entrado novamente em confronto com a oposição.

Eleições municipais na Venezuela: o último teste antes das presidenciais

Ainda sem resultados finais oficiais, os analistas querem observar a resposta dos venezuelanos aos apelos da oposição. E também se a democracia prevaleceu.
Recomendadas

João Lourenço elogia papel da China na “construção da segurança mundial”

O Presidente angolano, João Lourenço, enviou ao homólogo chinês, Xi Jinping, uma mensagem de felicitações pelos 73 anos da República Popular da China, assinalados este sábado, salientando o papel de Pequim “na construção da segurança mundial”.

Kyiv condena “detenção ilegal” do diretor geral da central de Zaporíjia

A Ucrânia condenou este sábado a “detenção ilegal” do diretor geral da central nuclear da Zaporijia, Ihor Mourachov, que foi preso na sexta-feira pela Rússia, que controla o local.

Gazprom corta distribuição de gás para Itália

A Gazprom fornece gás a Itália através de um gasoduto que passa também pela Áustria, mas este corte terá apenas o território como alvo.
Comentários