‘Nooba’, “um projeto de luxo democrático”, no Barreiro

Localizado no Barreiro, o empreendimento residencial conta com 518 apartamentos e estará concluído em 2030. Primeira fase já conta com 60% das frações vendidas. Penthouse de 1,5 milhões de euros reservada

O projeto ‘Nooba – A Fresh New Living’ já conta com 60% do primeiro edifício vendido, que engloba 64 apartamentos. Apresentado em março de 2022, este projeto residencial localizado na cidade do Barreiro, vai representar um investimento entre os 110 e os 180 milhões de euros por parte da promotora imobiliária suíça Solid Sentinel, com nove edifícios e um total de 518 apartamentos, contando com uma área bruta de 98.360 mil m2.

A primeira fase engloba dois edifícios com 127 apartamentos e tem a sua conclusão prevista para 2024. “Este projeto está dividido em seis fases. A primeira correu muito bem. Estamos contentes por ver que não são só as pessoas do Barreiro a mostrar interesse, mas existem também pessoas daqui a vender as suas casas para poderem comprar uma habitação no ‘Nooba’”, refere, em entrevista ao Novo Economia, Alain Gross, CEO da Solid Sentinel.

Leia o artigo na íntegra no caderno NOVO Economia, publicado com a edição impressa do Semanário NOVO.

 

Recomendadas

Pilotos atacam Galamba e dizem que ministro “não está preparado para ter em mãos dossiê TAP”

O porta-voz dos pilotos lembrou que a pasta da TAP é “muito importante para ser tratado de forma leviana como foi por uma figura do Estado”.

Tesla dispara na bolsa depois de resultados recorde de 2022

Ao fecho das negociações em Wall Street, cada ação da Tesla estava avaliada em 177,90 dólares, mais 17,63 dólares do que no dia anterior. Isso fez com que a empresa encerrasse a semana numa valorização de 33% face à semana anterior
Supremo Tribunal de Justiça

Supremo Tribunal de Justiça alerta para campanha de ‘phishing’ que usa logótipo do STJ

De acordo com as boas práticas e de forma a não ser vítima de ‘phishing’, o STJ recomenda, assim, que os utilizadores de plataformas digitais nunca acedam a links ou anexos de emails que se vislumbrem desconhecidos ou suspeitos.
Comentários