Nova ‘cortina de ferro’ já desce entre a Rússia e o Ocidente, diz Kremlin

“No que diz respeito a uma cortina de ferro, essencialmente ela já está a descer” e esse processo já está em curso, disse o porta -voz de Putin.

POOL/Reuters

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergei Lavrov, disse que uma nova “cortina de ferro” estava neste momento a cair entre a Rússia e o Ocidente, e que Moscovo não confia em Washington e Bruxelas “de agora em diante”, segundo a “AFP”.

Em declarações a jornalistas depois de uma reunião com o homólogo bielorrusso, Lavrov disse: “No que diz respeito a uma cortina de ferro, essencialmente ela já está a descer” e que esse processo já está em curso.

Lavrov acusou a UE de não estar interessada em entender os interesses da Rússia, acrescentando que, em vez disso, está interessada “no que foi decidido em Bruxelas. E o que foi decidido em Washington foi decidido em Bruxelas”.

Na quarta-feira, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, disse que as ambições de Moscovo não param na Ucrânia e que Putin procura uma nova “ordem mundial”, de acordo com a “Reuters”.

Recomendadas

Situação em Zaporizhzhia atingiu ponto “muito alarmante”, alerta diretor da Agência Internacional de Energia Atómica

A fábrica tem estado sob o controlo das tropas de Moscovo desde março, tendo sido mantida em funcionamento desde então por funcionários ucranianos.

Aviões militares russos cruzaram zona de defesa aérea do Alaska pelo menos três vezes esta semana

O caso mais recente ocorreu entre segunda e quarta-feira, revelou o Comando de Defesa do Espaço Aéreo Norte-Americano.

Ex-chanceler alemão processa parlamento depois de perder privilégios por ligação a Putin (com áudio)

De acordo com a lei alemã, os ex-chancelers têm direito a um cargo e a pessoal financiado pelo Estado mesmo depois de terminarem o seu mandato, mas os deputados votaram pela cessão dos seus privilégios quando Schroeder se recusou a cortar laços com Putin após a invasão da Ucrânia.
Comentários