PremiumNova lei do Alojamento Local abre o apetite das Proptechs

Casavo acredita que esta mudança poderá aumentar a oferta de casas e equilibrar os preços em Lisboa para as famílias portuguesas. Imovendo partilha do mesmo sentimento, embora não espere um impacto muito significativo.

A nova lei do Alojamento Local (AL) – e a decisão do Supremo Tribunal de Justiça a dizer que os prédios de habitação não podem ter AL – está a ser vista pelas imobiliárias digitais como uma oportunidade para fazerem crescer o seu negócio de venda de casas.

“Esta poderá ser uma oportunidade de reforçarmos o nosso papel na renovação do parque habitacional da cidade, aumentar a oferta de casas e equilibrar os preços das casas na capital para as famílias portuguesas”, refere, em declarações ao Jornal Económico, Duarte Ferreira dos Santos, vice-presidente para os investimentos em Lisboa da proptech imobiliária Casavo.

 

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumNovo ‘managing partner’ da Sérvulo antevê “ambiente mais competitivo” na advocacia

Manuel Magalhães, sócio de Financeiro e ‘Governance’, sucede a Paulo Câmara em setembro. A nova comissão executiva da sociedade de advogados será anunciada daqui a dois meses.

PremiumSystemic tem cinco novos investidores

Carlos Loureiro, José Galamba de Oliveira, Raúl Marques, Rui Leão Martinho e Vítor Nunes são os novos sócios da consultora fundada por Sofia Santos, que apoia empresas na área da sustentabilidade e ESG.

PremiumVenda do Atlântico avança e espanhóis fora da corrida ao BPG

O pedido de compra do Atlântico Europa pelo Well Link Group está finalmente a evoluir, depois do acordo assinado no inicio de 2020. Já o BPG optou por abrir o processo competitivo de venda.
Comentários