Novas imagens mostram atividade na base de mísseis da Coreia do Norte

Apesar do acordo de desnuclearização firmado em junho com os Estados Unidos, a base de Yeongjeo-dong continua ativa e há imagens que mostram que possa estar a ser ampliada.

Imagens recolhidas pela ”CNN” esta quarta-feira revelam que o histórico acordo assinado em junho, em Singapura, entre os líderes norte-coreano, Kim Jong-Un, e o norte-americano, Donald Trump, pode não estar a ser cumprido.

Essas imagens obtidas por satélite revelam que a Coreia do Norte ampliou uma relevante base de mísseis de longo alcance localizada nas montanhas no interior do País. “A localização única do local faz dela uma forte candidata a receber os mais novos mísseis de longo alcance da Coreia do Norte, incluindo aqueles que podem carregar armas nucleares e atacar os Estados Unidos”, referem.

Kim Jong-Un, no acordo de Singapura, comprometeu-se a trabalhar pela completa desnuclearização da península coreana, mas estas novas imagens provam o contrário, pois mostram que a base de Yeongjeo-dong permanece ativa e que uma outra nas proximidades, da qual não não havia registo, está a ser alvo de intervenção.

Na cimeira histórica de junho, também ficaram firmadas promessas a cumprir pelos Estados Unidos. Enquanto Kim Jong-un  acordava uma desnuclearização, Trump prometia garantias de segurança à República Democrática Popular da Coreia (RDPC).

Relacionadas

Trump espera reunir-se com líder da Coreia do Norte “em janeiro ou fevereiro”

O Presidente dos Estados Unidos afirmou, no sábado, que espera voltar a reunir-se com o líder da Coreia do Norte “em janeiro ou fevereiro” e garantiu estarem em discussão “três locais” para esta segunda cimeira.

Representante especial dos EUA para a Coreia do Norte confiante na desnuclearização

O representante especial dos Estados Unidos para a Coreia do Norte, Stephen Biegun, afirmou esta segunda-feira estar “absolutamente confiante” na total desnuclearização do país liderado por Kim Jong-un.

“Coreia do Norte pretende abolir todo o armamento nuclear”, garante Seul

O presidente sul-coreano deu conta da intenção de Kim Jong Un durante uma entrevista à “BBC”, destacando a vontade do líder norte-coreano em abandonar os programas nucleares e mísseis.
Recomendadas

Premium“Para quem não tenha notado, a Rússia vai ficar ali” e a segurança da Europa passa por lá

As palavras do presidente francês cairam mal na invadida Ucrânia e nos longínquos EUA. Entretanto, ninguém sabe quais serão as consequências da decisão sobre petróleo russo.

PremiumPaíses ocidentais com fortes reservas face à coligação em Israel

A colocação de um extremista, racista e adepto da violência na direção do ministério que trata da segurança interna do país é considerado um desastre em potencial. A não ser que Netanyahu queira fazer com Itamar Ben-Gvir o mesmo que fez há uns anos com Ben Gantz.

Ucrânia. Putin diz não saber se poderá confiar num eventual acordo de paz com Kiev

O Presidente russo, Vladimir Putin, defendeu hoje que será necessário um acordo “no final” do conflito na Ucrânia, mas disse ter dúvidas sobre a confiança que Moscovo poderá depositar nos seus interlocutores.
Comentários