PremiumNovo Banco acorda venda do Greenwoods por mais de 20 milhões

É um dos elefantes brancos que o Novo Banco herdou do BES. Parte do Greenwoods Ecoresorts foi vendido a um fundo imobiliário, mas as perdas não estão cobertas pelo Fundo de Resolução.

O Greenwoods Ecoresorts empreendimentos imobiliários é um dos elefantes brancos que o Novo Banco herdou do BES e que obrigou à constituição de imparidades de 156 milhões à data da resolução, e fez parte da amostra da auditoria independente da Deloitte ao banco.

O banco há muito que tentava vender o empreendimento de Sesimbra e nas últimas semanas o banco liderado por António Ramalho assinou finalmente um acordo de venda do parte do projeto imobiliário Greenwoods a um fundo de investimento imobiliário de origem sueca. Tendo ficado de fora da venda a Herdade da Ferraria – a área (1.682.905 m2) menos urbanizável do projeto. “A área vendida tem uma capacidade construtiva equivalente a duas Tróias”, refere fonte.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

“Falar Direito”. “Renegociação? Medida deveria abranger outro tipo de créditos mais onerosos”

Na última edição do programa da plataforma multimédia JE TV, advogado Francisco Barona, sócio do departamento financeiro e governance da Sérvulo, considerou que o diploma referente à renegociação do crédito à habitação deveria ser mais abrangente, tendo em conta a contração de outros créditos mais onerosos.

Juro médio dos novos depósitos de particulares dispara em outubro para máximo de cinco anos

Segundo os dados divulgados hoje pelo Banco de Portugal (BdP), “em outubro o montante de novos depósitos a prazo de particulares foi de 4.726 milhões de euros, remunerados a uma taxa de juro média de 0,24%”.

PremiumBanca antevê dificuldades em identificar todos os clientes em 45 dias

Os bancos têm 45 dias para verificar se têm clientes do crédito à habitação que qualifiquem para efeitos da aplicação do diploma do Governo, mas o apuramento dos rendimentos reais é um obstáculo.
Comentários