Novo Banco cede quadro do séc. XVII ao Museu de Leiria

O Museu de Leiria vai receber para exposição permanente uma obra flamenga do séc. XVII atribuída a David Teniers o Jovem, “Festa na aldeia”.

Cristina Bernardo

O Novo Banco vai assinar amanhã, dia 17 de dezembro, mais um protocolo no âmbito do seu projeto cultural, agora com o Museu de Leiria, para a cedência para exposição permanente de uma obra de pintura flamenga do séc. XVII, de David Teners.

A assinatura deste protocolo contará com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Leiria, Gonçalo Lopes e do CEO do Novo Banco, António Ramalho.

Este mês de dezembro, o projeto Novo Banco Cultura realizou três protocolos com museus nacionais, para além de Leiria, com o Museu dos Biscainhos em Braga e com o Museu de Lamego. Desde o início do projeto, em janeiro de 2018, estão já 27 museu nacionais contemplados com 52 obras para exposição permanente.

O quadro que o banco vai ceder ao Museu, é um óleo sobre placa de cobre, intitulado “Festa na aldeia”, e data de cerca de. 1640-1650. É atribuído a David Teniers, o Jovem (1610-1690).

Recomendadas

PremiumPara saudar o regresso de um majestoso Jaen

Serve este texto para saudar a aposta de um produtor do Dão, a Caminhos Cruzados, integrada há cerca de dois anos no grupo da Quinta da Pacheca (no Douro), na comercialização de um monovarietal de uma das castas mais singulares que se produzem em Portugal: a Jaen (Mencia, em Espanha). Há quem diga que em relação à Jaen, ou se ama ou se detesta.

PremiumFada ou bruxa? Uma duquesa que incomoda muita gente

Valentine Low relata que uma das funcionáriasque trabalhava para Meghan foi agredida verbalmente “sem razão aparente” pela duquesa poucos dias antes do casamento

Premium1828, a revolução das carnes

Provavelmente, estas são as melhores carnes do mundo e podem ser degustadas no Steak house 1828, um dos 12 espaços de restauração que constituem a oferta gastronómica diversificada do WOW – World of Wine, em Vila Nova de Gaia.
Comentários