Novo Banco eleito o melhor banco de ‘trade finance’ português

O ‘trade finance’ foi um sector atingido de forma particularmente dura pelas consequências da pandemia, “tendo os seus prestadores sido forçados a responder e a adaptar-se aos desafios imprevistos”, explica a instituição.

Bobby Yip/Reuters

Pelo terceiro ano consecutivo, o Novo Banco recebe o gaçardão de melhor Banco de Trade Finance, em Portugal, pela revista internacional “Global Finance”.

O facto de o banco ter uma forte presença no apoio ao empresas especialmente às exportadoras,  justifica a escolha.

“Os editores desta revista, bem como os analistas do setor, gestores de empresas e especialistas em tecnologias da informação, selecionaram os melhores prestadores de serviços na área do Trade Finance em 102 países e oito regiões dos Estados Unidos da América. A seleção contemplou, entre outros critérios, o volume de transações, o serviço ao cliente, a inovação tecnológica assim como o preçário competitivo”, explica o banco em comunicado.

O ‘trade finance’ foi um sector atingido de forma particularmente dura pelas consequências da pandemia Covid-19, “tendo os seus prestadores sido forçados a responder e a adaptar-se aos desafios imprevistos”, explica a instituição.

“Perante este cenário adverso, foram distinguidos os prestadores que melhor se posicionaram na apresentação de soluções aos seus clientes, quer por via da inovação tecnológica quer por recurso a apoio especializado que permitiu ultrapassar este desafio sem precedentes”, refere o Novo Banco.

A instituição explica que “este prémio, para além de reforçar o papel do banco no apoio à atividade das Empresas, representa o reconhecimento internacional das competências do banco nesta importante vertente de negócio, ao disponibilizar uma vasta oferta de produtos e uma equipa especializada que potencia o sucesso das operações de comércio internacional, em geral, e ao promover o apoio necessário à exportação, em particular”.

“No cenário pandémico atual, destaque para o apoio na gestão do risco, por via de soluções que promovem segurança nos recebimentos e, em paralelo, na apresentação de soluções de financiamento ajustadas ao ciclo de vida das importações/exportações”, realça o banco liderado por António Ramalho.

Recomendadas

Complemento excecional a pensionistas: SNQTB remeteu nova carta ao Primeiro-Ministro

Depois do OE2023 ter sido aprovado o Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários diz que “o Partido Socialista mantém a injustiça em relação aos bancários reformados que foram indevidamente excluídos da atribuição do complemento excecional a pensionistas”.

Sete bancos lucraram dois mil milhões até setembro, mais 71% do que no período homólogo

Os lucros dos sete maiores bancos – Caixa Geral de Depósitos, BCP, Novobanco, Santander Totta, BPI, Crédito Agrícola e Banco Montepio somam 2.006,3 milhões de euros até setembro deste ano, o que compara com um valor de 1.172 milhões nos nove meses do ano passado. O que significa que os lucros dos sete bancos cresceram 71,2%.

Bankinter é mecenas da exposição “Faraós Superstars” na Fundação Gulbenkian

A exposição “Faraós Superstars” pretende fazer uma reflexão sobre a popularidade dos faraós, reunindo 250 peças de importantes coleções europeias, provenientes de diferentes períodos históricos, desde antiguidades egípcias, passando pelas iluminuras medievais e pintura clássica até à música pop.
Comentários