Novo Banco vende 2.150 milhões de euros de crédito malparado

Consórcio composto pela KKR, pela Hipoges e LX Partners venceu o concurso para a maior venda de malparado de sempre em Portugal. Concretização da transação deverá ocorrer durante o primeiro trimestre de 2019.

Cristina Bernardo

O consórcio composto pela KKR e LX Partners foi o vencedor do concurso lançado pelo Novo Banco para a venda de um portfólio de crédito malparado no valor de 2.150 milhões de euros.

“A carteira engloba aproximadamente 102 mil contratos com um valor total de 2.150 milhões de euros, sujeito a ajustamentos de perímetro usuais nestas transações até à concretização da mesma”, refere o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) esta quinta-feira.

O Jornal Económico já tinha noticiado, a 16 de dezembro, que este tinha sido consórcio vencedor para a alienação portefólio de crédito malparado (non-perfoming loan), conhecido porProjecto Nata“. Segundo fontes do JE, o preço foi decisivo na escolha.  A LX Partners vai ficar com os crédito sem garantias.

“Estima-se a concretização da transação durante o primeiro trimestre de 2019, após verificação de todas as condições necessárias à sua formalização”, salienta o Novo Banco, acrescentando que a transação representa “mais um importante passo no processo de desinvestimento de ativos não produtivos e permitirá acelerar a redução de NPA”.

O valor da operação, divulgado esta tarde em comunicado, é superior ao que tinha sido inicialmente noticiado por este jornal, ascendia aos 1.75 mil milhões de euros. A carteira era composta por uma parcela de 550 milhões, da qual fazia parte o crédito não recuperado de 54 empresas, isto é, correspondente ao crédito de grandes devedores.  Já a outra parcela somava 1,2 mil milhões, e dizia respeito a empréstimos em incumprimento, concedidos a 62.600 credores, que eram empresas e clientes de retalho, mas de menor dimensão. No entanto, o comunicado não esclarece a diferença de 400 milhões de euros entre os valores.

Relacionadas

KKR ganha concurso para a compra da carteira de 1,75 mil milhões de malparado do Novo Banco

O Novo Banco escolheu o fundo KKR que se apresentou a concurso com a Hipoges e com LX Partners, segundo apurou o Jornal Económico. O preço foi decisivo na escolha. A LX Partners vai ficar com os crédito ‘unsecured’ (sem garantias), tipo crédito ao consumo.

Novo Banco vende carteira de malparado de 400 milhões de euros em Espanha

Operação de venda está prevista até ao final do ano, e ocorre numa altura em que numa altura em que banco liderado por António Ramalho pretende alienar outra carteira de crédito malparado avaliada em 1,75 mil milhões de euros.
Recomendadas

Sete bancos lucraram dois mil milhões até setembro, mais 71% que no período homólogo

Os lucros dos sete maiores bancos – Caixa Geral de Depósitos, BCP, Novobanco, Santander Totta, BPI, Crédito Agrícola e Banco Montepio somam 2.006,3 milhões de euros até setembro deste ano, o que compara com um valor de 1.172 milhões nos nove meses do ano passado. O que significa que os lucros dos sete bancos cresceram 71,2%.

Bankinter é mecenas da exposição “Faraós Superstars” na Fundação Gulbenkian

A exposição “Faraós Superstars” pretende fazer uma reflexão sobre a popularidade dos faraós, reunindo 250 peças de importantes coleções europeias, provenientes de diferentes períodos históricos, desde antiguidades egípcias, passando pelas iluminuras medievais e pintura clássica até à música pop.

PremiumMapfre “atentíssima” à Fidelidade ou a seguradoras em crise

Há seguradoras com debilidades em Portugal, pressionadas pelo ramo automóvel, que estão na mira da Mapfre. O grupo admite crescer através da aquisição destas entidades, mas também não descarta olhar para a Fidelidade caso a Fosun decida vender.
Comentários