Novo festival em Beja convoca o rei-poeta Al-Mu’tamid para celebrar a multiculturalidade

De 2 a 4 de junho, o Festival Terra Mágica – Al-Mu’tamid promete cruzar fado, flamenco, cante alentejano e gnaoua. Beja será o palco desta nova proposta na rota dos festivais portugueses.

© Ricardo Ribeiro, Portal Música Portuguesa

“A vida do poeta, célebre como rei, literato e homem, é das mais bem conhecidas do Alandalus. O melhor retrato de si mesmo extrai-se da sua poesia, transbordante de sinceridade”, escreveu Adalberto Alves em “Al-Mu’tamid, Poeta do Destino”.

O prestígio quase lendário deste bejense universal, que foi um humanista do século XI, prende-se com a sua tolerância e com o seu papel de mecenas da cultura. Razões de peso para a organização do evento – que reúne a ALD Produções, o Zález Artist Collect, a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo e a Câmara de Beja – ter escolhido o rei-poeta como inspiração para este encontro.

A maior ambição? “Aprofundar e transformar” os patrimónios fado, flamenco, cante alentejano e gnaoua – um dos principais géneros do folclore marroquino –, “numa viagem mágica” pelos lugares que marcaram a vida e a obra de Al-Mu’tamid. Ou seja, será uma viagem entre Beja, no Alentejo, onde nasceu em 1040, Silves, no Algarve, que governou e onde se afirmou como “o grande expoente da poesia da sua época”, Sevilha, em Espanha, onde foi o último rei da Taifa Abádida do Al-Andalus – nome dado à Península Ibérica pelos conquistadores islâmicos do século VIII –, e Aghmat, em Marrocos, onde morreu em cativeiro, no ano de 1095.

Mas vamos ao programa do festival que agora se estreia.

 

Das várias propostas, destaque para a estreia mundial do espetáculo “Tanta Monta, Monta Tanto”, que vai juntar o fadista Ricardo Ribeiro e o cantor de flamenco romani espanhol Duquende, no dia 1 de junho, no Teatro Municipal Pax Julia, a partir das 21h00. E também para a performance “Telluric Beja”, que reúne no mesmo palco o dj HD Substance, a bailarina Catalina Lucrecia e o percussionista Carlos Mil-Homens, para o concerto do marroquino Maâlem Omar Hayat e para o baile flamenco interpretado por Macarena López.

 

Recomendadas

Helena Coelho arrasa Miguel Milhão da Prozis: “Não compro uma única coisa mais…”

O fundador da Prozis, Miguel Milhão, está no centro da polémica, após concordar com a decisão do Supremo Tribunal dos Estados Unidos em revogar a lei do aborto, que vigorava há mais de 50 anos. Perante a sua posição, várias figuras públicas deixaram de colaborar com a marca de nutrição desportiva, como é o caso de Jessica Athayde, Marta Melro ou Diana Monteiro. A apresentadora Helena Coelho é uma das mais críticas: “é a prepotência e arrogância de quem “não precisa de Portugal”.

Confronto entre Leonor Poeiras e a TVI adiado por Cristina Ferreira ter faltado ao julgamento

A apresentadora pede mais de 1 milhão de euros como indemnização. Cristina faltou ao julgamento por ter de se deslocar ao Porto em trabalho, para marcar presença num evento promovido por Mário Ferreira.

A Casa de portas abertas: Open House Porto regressa nos dias 2 e 3 de julho

A 7.ª edição do certame propõe o tema “Casa” para explorar os 74 locais que se abrem à cidade e ao público em 2022. Mais de metade dos espaços dão-se a conhecer em estreia absoluta.
Comentários