PremiumNovo Madoff? Rei das cripto destruiu império de 38 mil milhões

Investimentos errados, perdas gigantescas e o dinheiro de clientes para tapar buracos. Comparado a Bernie Madoff, o líder da FTX era um exemplo neste novo mundo, mas quando faltou o dinheiro recorreu a truques antigos.

“Desculpem. F*d* tudo”. Foi assim que Sam Bankman-Fried (SBF) anunciou aos trabalhadores da FTX que algo não estava bem na bolsa de criptomoedas e que tudo iria mudar no seu mundo. A mensagem foi enviada a 10 de novembro, uma hora e meia depois de o bilionário ter anunciado que a FTX ia ser resgatada pela sua rival Binance (o que acabou por não acontecer depois de realizada uma due dilligence e de a empresa ficar na mira da justiça e reguladores).

Mas como é que um jovem de 30 anos que tinha acumulado uma fortuna de 25 mil milhões de euros em cinco anos chegou aqui? Sam Bankman-Fried tinha tudo para ser a cara da revolução das criptomoedas (e isto parece ser parte do problema, como veremos mais à frente). Filho de dois professores de direito de Stanford, o jovem de 30 anos tinha estudado Física no MIT, e em 2019 cria a bolsa de criptomoedas FTX. A sua ascensão foi meteórica: a plataforma chegou a estar avaliada em 38,5 mil milhões de euros e a sua fortuna pessoal também disparou e chegou a estar entre as 60 pessoas mais ricas do mundo para a Forbes. No seu auge, a FTX negociava entre 9,6 a 14,4 mil milhões de euros e SBF era conhecido como o “rei das cripto”.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumBrigadeiros viajam do Brasil para a Madeira para trazer cor e sabor

Os brigadeiros são feitos pelas mãos de Bianca Barbosa, que já criou mais de 100 sabores. Hoje, a Lulu Brigadeiros vende, além dos brigadeiros, brownies, salames e bolos.

PremiumNancy Pelosi: o render da guarda da guardiã dos velhos democratas

Devidamente independente para uns, demasidado independente para outros, a “louca Nancy Pelosi”, como Trump lhe chamava, é apenas dois anos mais velha que Joe Biden
Comentários