Novo McDonald’s russo copiou logótipo de empresa portuguesa (com áudio)

A portuguesa Matosmix – Nutrição Animal veio a público acusar a empresa russa de ter copiado o seu logótipo.

RIA Novosti

A cadeia ‘Vkusno & Tochaka’ (“saboroso e a horas”) abriu as suas portas esta semana em várias cidades da Rússia. Mas o novo McDonald’s russo copiou o logótipo de uma empresa portuguesa.

A portuguesa Matosmix – Nutrição Animal veio a público acusar a empresa russa de ter copiado o seu logótipo (ver infra).

“A Matosmix – Nutrição Animal S.A. comunica que é proprietária de uma marca nacional, visivelmente confundível com a marca da nova cadeia de comida ‘fast food’ designada Vkusno & Tochaka’, que em substituição do McDonald’s abre portas em várias cidades da Rússia”, segundo comunicado divulgado pela empresa na terça-feira.

“Motivados pela divulgação do logotipo da nova cadeia de ‘fast food russa que em tudo se assemelha ao logotipo da Matosmix, assim como, por entendermos que coloca em causa a sua singularidade, consideramos essencial informar que o departamento jurídico da Matosmix irá analisar possíveis procedimentos a adotar nesta situação”, segundo a companhia.

A empresa portuguesa “repudia toda e qualquer ligação com o confronto bélico” na Ucrânia por considerar “estarem a ser colocados em causa um conjunto vasto de direitos e liberdades fundamentais”.

A Matosmix foi criada em 1998 em Barcelos pelo empresário Manuel Rodrigues e produz rações animais.

O caso já chegou à imprensa do leste europeu: “o logo da Vkusno & Tochka que agora opera na Rússia pelo McDonald’s foi roubado da Matosmix, uma empresa portuguesa que produz rações para animais”, segundo a Nexta TV, um jornal sediado na Polónia, liderado por Stsiapan Putsila, oposicionista do regime bielorusso Lukashenko. Putsila vive no exílio na Polónia e já venceu o prémio Sakharov.

 

Recomendadas

SATA prevê saída de 150 trabalhadores até final de 2023 através de rescisões negociadas

Cerca de 100 trabalhadores já saíram da companhia aérea açoriana SATA desde que foi lançado o primeiro programa de rescisões, em 2020.

Empresas TVDE criaram mais de sete mil empregos em seis anos

Entre 2013, ano anterior ao lançamento da operação da Uber em Portugal, e 2019, o número de empresas no sector (plataformas de transportes de passageiros) cresceu 71%.

Há 45 anos foi vendida a primeira Coca-Cola em Portugal

Foi a 4 de julho de 1977, num café na Baixa de Lisboa. “Não só faz parte da história do país como contribui ativamente para a economia nacional. Por cada euro que é gasto em Coca-Cola, 81 cêntimos permanecem em Portugal”, diz Rui Serpa, diretor em Portugal da Coca-Cola Europacific Partners.
Comentários