Novo presidente da IL diz que Governo está esgotado e “politicamente morto”

No discurso de vitória das eleições internas da IL, Rui Rocha garantiu que o partido “assume as suas responsabilidades” e vai “liderar a oposição” como considera que tem feito até aqui, dando o exemplo da posição em relação à TAP, do posicionamento sobre “os abusos da pandemia” e do foco no crescimento económico.

O novo presidente da IL, Rui Rocha, afirmou hoje que o partido vai “continuar a liderar a oposição”, considerando que o Governo do PS pode “agarrar-se ao poder”, mas “está completamente esgotado e politicamente morto”.

No discurso de vitória das eleições internas da IL, Rui Rocha garantiu que o partido “assume as suas responsabilidades” e vai “liderar a oposição” como considera que tem feito até aqui, dando o exemplo da posição em relação à TAP, do posicionamento sobre “os abusos da pandemia” e do foco no crescimento económico.

“O Governo pode agarrar-se ao poder, mas o Governo do PS está completamente esgotado, está politicamente morto e fomos nós que o declarámos com a moção de censura”, afirmou.

O novo presidente reiterou o objetivo da campanha de alcançar 15% caso as eleições legislativas aconteçam quando planeado, assegurando que o partido se compromete a “acabar com o bipartidarismo” que é “nefasto para Portugal”.

Recomendadas

Parlamento debate hoje apreciações parlamentares sobre novo estatuto do SNS

O PSD propõe também que sejam criados “verdadeiros incentivos para os médicos de família terem a motivação necessária para ficarem no SNS, e possivelmente até atrair médicos que o SNS foi perdendo ao longo dos últimos anos, para procurar responder à questão da falta de médicos de família”.

Revista de imprensa nacional: as notícias que estão a marcar esta quarta-feira

Pedro Nuno Santos prolonga suspensão do mandato; Fecho do ano traz otimismo mas famílias vão continuar a sofrer; Imposto fez baixar 38% a venda das bebidas mais açucaradas.

Governo promete para abril medidas para dar força ao turismo no interior

O Governo pretende apresentar, em abril, a agenda para o Turismo no Interior, com medidas que “permitam dar força” a este setor e atraiam mais turistas nacionais e estrangeiros ao interior de Portugal.
Comentários