Novo recorde: Eletricidade grossista a 360 euros no mercado ibérico

Este é o sexto recorde no espaço de sete dias. Os preços da eletricidade não param de escalar no mercado ibérico.

A eletricidade voltou hoje a bater um novo recorde no mercado grossista ibérico: 360 euros por megawatt hora (MWh) para o dia de amanhã, 22 de dezembro.

Este é o preço médio para quarta-feira, mas o mercado vai oscilar entre os 380 euros/MWh e os 331 euros por MWh nos dois países ibéricos. Para Portugal já foram negociados 150 gigawatts hora (GWh) de eletricidade para amanhã; para Espanha, 448 GWh.

Esta subida exponencial acontece principalmente devido ao aumento do preço do gás natural nos mercados internacionais, a par dos custos das licenças de emissão de dióxido de carbono (CO2).

O máximo anterior tinha sido atingido na segunda-feira: 339,84 euros/MWh. Esta subida coloca pressão sobre as faturas da eletricidade dos consumidores, mas também sobre as empresas nacionais.

Ainda hoje, o INE deixou um alerta: o aumento dos preços está a pressionar a indústria nacional. A subida dos preços tem como efeito encarecer os produtos que são comprados pelos portugueses, mas também torna o país menos competitivo lá fora, pois as exportações ficam mais caras.

Em novembro, o índice de preços na produção na indústria nacional subiu 14,4% face a período homólogo, com a subida do preço da energia a contribuir, precisamente, para este encarecimento.

Aumento de preços pressiona indústria nacional, alerta INE

 

Relacionadas

Aumento de preços pressiona indústria nacional, alerta INE

O intenso aumento de custos verificado na indústria tem levado a uma diminuição da confiança dos agentes, com um abrandamento do crescimento das perspetivas de produção mais pronunciado do que noutros sectores.
Recomendadas

Toyota Caetano Portugal com lucros de 7,3 milhões no semestre

Em comunicado à CMVM, a Toyota Caetano Portugal diz que os resultados líquidos consolidados ascenderam a 7,3 milhões de euros, o que compara com 11,7 milhões em dezembro de 2021 e com 2,98 milhões em junho de 2021.

Fintech holandesa lança serviços financeiros para PME com Mollie Capital

As fintechs financeiras estão a olhar para pequenas e médias empresas em Portugal. Depois da Rauva, vem agora a Mollie Capital anunciar-se como “o primeiro fornecedor de serviços financeiros para PME”.

Nextbitt quer ganhar terreno no exterior enquanto investe no desenvolvimento tecnológico aliado à sustentabilidade

Numa conversa com jornalistas durante a manhã desta quarta-feira, Miguel Salgueiro, partner da NextBITT, deu a conhecer a estratégia delineada pelo grupo para a evolução da sua oferta e da sua plataforma visando os desafios ambientais com os quais o sector se depara.
Comentários