Nuclear: AIEA diz que Coreia do Norte está a ampliar bases de testes

A Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) denunciou hoje que a Coreia do Norte está a ampliar a base Punggye-ri, onde desde 2006 testou seis bombas atómicas, preparando-se para reabrir um túnel de testes.

“Há indicações de que na base de testes nucleares perto de Punggye-ri, a Coreia do Norte reabriu o túnel Adit 3 e construiu vários novos edifícios”, diz um relatório da AIEA.

O texto indica que os trabalhos de escavação começaram em março passado para “reabrir o túnel de teste após a sua demolição parcial, em 2018”.

Nesse ano, a Coreia do Norte anunciou o desmantelamento da base de Punggye-ri, num gesto que procurava provar o seu compromisso com a desnuclearização da península coreana, que estava a ser negociada com o ex-Presidente norte-americano Donald Trump.

De acordo com a AIEA, acredita-se que as obras de reabertura do túnel tenham sido concluídas em maio e, desde então, foram acrescentados edifícios e realizados trabalhos de reconstrução da estrada que leva à base, afetada pelas chuvas torrenciais nos meses anteriores.

Este centro é onde a Coreia do Norte realizou seus seis testes nucleares em 2006, 2009, 2013, 2016 (duas vezes) e o mais recente, e de maior dimensão, em setembro de 2017.

A AIEA também está preocupada com a expansão do programa de enriquecimento de urânio e a continuidade da operação de um reator de cinco megawatts e com a atividade em outras instalações.

“A continuação do programa nuclear da Coreia do Norte é uma clara violação das resoluções relevantes do Conselho de Segurança da ONU e é profundamente lamentável”, disse a AIEA, lembrando que os inspetores desta agência foram expulsos da Coreia do Norte em 2009.

Em junho, o diretor-geral da AIEA, Rafael Grossi, já tinha avisado que a reabertura de Punggye-ri poderia indicar que a Coreia do Norte está preparar um novo teste nuclear.

No relatório hoje divulgado, Grossi pede que a Coreia do Norte cumpra as suas obrigações e coopere com a AIEA e mostra a disponibilidade da organização para enviar inspetores ao país para monitorizar as atividades nucleares.

Recomendadas

Guterres manifestou a embaixador russo oposição a anexação de territórios

Antes, António Guterres alertou a Rússia que a anexação de territórios ucranianos “não terá valor jurídico e merece ser condenada”, frisando que “não pode ser conciliada com o quadro jurídico internacional”.

Brasil. Equipa assegurará “perfeita realização” das eleições em Portugal

Paulino Franco de Carvalho Neto, secretário de assuntos multilaterais políticos do ministério, designado como Itamaraty, disse em conferência de imprensa no consulado-geral do Brasil em Lisboa que o ministro Carlos França enviou uma equipa para acompanhar os serviços dos consulados em Portugal durante o ato eleitoral.

Preços da energia em Itália vão subir ainda mais apesar de já estarem elevados

O Executivo de Roma já dedicou este ano 60 mil milhões de euros a medidas para procurar reduzir o impacto da subida destes preços.
Comentários