Número de beneficiários do Rendimento Social de Inserção subiu em novembro

Segundo as estatísticas, houve mais 4.011 pessoas (1,9%) a receber esta prestação social em novembro face a outubro (212.908 pessoas).

O número de beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) aumentou em novembro, atingindo 216.919 pessoas, o valor mais alto registado este ano, segundo dados do Instituto da Segurança Social (ISS).

Segundo as estatísticas, houve mais 4.011 pessoas (1,9%) a receber esta prestação social em novembro face a outubro (212.908 pessoas). Em relação ao mês homólogo de 2016, em que foram registados 213.091 beneficiários, registou-se um aumento de 1,8% (mais 3.828 pessoas), adiantam os dados publicados no ‘site’ do Instituto da Segurança Social.

Em termos de idades, os beneficiários com menos de 18 anos corresponderam a 32,2% do total, entre os 18 e os 29 anos eram 14,7%, entre os 30 e os 39 anos perfizeram 11,4% do total, dos 40 aos 49 anos representaram 15,3% e com 50 ou mais anos constituíram os restantes 26,4 por cento.

A maior parte dos beneficiários reside nos distritos do Porto (63.998), Lisboa (38.226) e Setúbal (19.098), adiantam os dados.

Em novembro, 98.433 famílias beneficiaram do Rendimento Social de Inserção mais 1.381 relativamente a outubro. Comparando com novembro de 2016, houve mais 2.208 famílias a receber esta prestação social.

A maioria das famílias que beneficia do RSI encontra-se no distrito do Porto (30.077), Lisboa (17.241) e Setúbal (8.621). Segundo o ISS, o valor médio por beneficiário situou-se nos 111,98 euros e por família em 252,55 euros.

Relacionadas

RSI: Mais 516 pessoas e 338 famílias beneficiaram em setembro

Mais 516 pessoas beneficiaram do Rendimento Social de Inserção (RSI) em setembro, face a agosto, totalizando 210.065 pessoas, um aumento de 0,2%, segundo dados da Segurança Social hoje divulgados.

O que propuseram os partidos para alterar o Orçamento do Estado?

Os partidos entregaram ontem as suas propostas para alteração ao OE/2018. As principais alterações que se esperam ao documento ficam agora dependentes de aprovação final no dia 27 de Novembro. O debate na especialidade está previsto para a próxima semana, de 22 a 24 de novembro.
Recomendadas

Santana Lopes perspetiva ano económico “muito difícil” em 2023

Santana Lopes mencionou também o aumento “escandaloso” de quatro vezes a taxa base do custo da tarifa de tratamento dos resíduos sólidos urbanos a pagar à Empresa de Resíduos Sólidos Urbanos do Centro (ERSUC), cujo acionista base é privado.

Preços da energia em Itália vão subir ainda mais apesar de já estarem elevados

O Executivo de Roma já dedicou este ano 60 mil milhões de euros a medidas para procurar reduzir o impacto da subida destes preços.

Crise/inflação: Costa recusa razões para alarmismo sobre panorama dos créditos à habitação

António Costa procurou assegurar que o seu Governo está “atento” face ao impacto da subida dos juros nas prestações a pagar pelas famílias com créditos à habitação.
Comentários