Número de mortos sobe após queda de avião no Lago Vitória, na Tanzânia. Já são 19

Autoridades regionais e a companhia aérea disseram anteriormente que 26 sobreviventes das 43 pessoas a bordo do voo PW 494 foram resgatados e levados para um hospital na cidade à beira do lago na região de Kagera.

O número de mortos no acidente de avião da Precision Air, que caiu no domingo no Lago Vitória, na Tanzânia, saltou para 19, disse o primeiro-ministro Kassim Majaliwa, segundo a “France24”.

“Todos os tanzanianos estão com vocês no luto pelas 19 pessoas que perderam a vida durante este acidente “, disse Majaliwa a uma multidão depois de chegar ao aeroporto de Bukoba, onde estava previsto o voo aterrar.

Autoridades regionais e a companhia aérea disseram anteriormente que 26 sobreviventes das 43 pessoas a bordo do voo PW 494 foram resgatados e levados para um hospital na cidade à beira do lago na região de Kagera.

Não ficou imediatamente claro se as 19 vítimas incluíam socorristas que se afogaram ou se a aeronave de 48 lugares tinha mais pessoas a bordo do que o divulgado anteriormente, disse uma autoridade regional.

“Continuamos a investigar. Existe a possibilidade de que duas pessoas não estivessem a bordo, mas morreram durante o esforço de resgate”, adiantou o comissário regional de Kagera, Albert Chalamila.

A Precision Air, a maior companhia aérea privada da Tanzânia, disse em comunicado divulgado nas redes sociais que enviou equipas de resgate ao local, “composta pela equipa técnica da Precision Air e pela TAA (Tanzania Airports Authority) também partiu para se juntar à equipa de resgate em terra”.

“A Precision Air entende sinceramente a ansiedade por informações confirmadas e, portanto, fará o possível para divulgar mais detalhes”, disse a empresa que adiantou que a aeronave era um ATR 42-500, fabricado pela empresa franco-italiana ATR, com sede em Toulouse.

Imagens de vídeo transmitidas pelos meios de comunicação locais mostraram o avião em grande parte submerso enquanto os socorristas, incluindo pescadores, atravessavam a água para levar as pessoas em segurança usando cordas, auxiliadas por guindastes, pois os moradores também também queriam ajudar.

A presidente Samia Suluhu Hassan expressou as suas condolências às pessoas afetadas pelo acidente. “Vamos continuar calmos enquanto a operação de resgate continua enquanto oramos a Deus para nos ajudar”, escreveu no Twitter.

Recomendadas

ONU em São Tomé elogia autoridades após ataque a quartel e pede que país seja “bom aluno”

Em entrevista à Lusa, Eric Overvest declarou que o escritório da ONU em São Tomé e Príncipe acompanhou, ao longo do dia, os acontecimentos, junto das autoridades, na sequência do assalto, por quatro homens, ao quartel militar, que o primeiro-ministro, Patrice Trovoada, classificou como “tentativa de golpe de Estado”.

PremiumJoe Biden arrisca teto para o preço do petróleo russo

A decisão não conseguiu consenso na União Europeia. Moscovo adverte que pode ser o primeiro passo para uma crise petrolífera sem precedentes. Com a Ucrânia às escuras e com frio, o Kremlin acha que a NATO já está a combater a Rússia.

Ex-ministro das Finanças do Luxemburgo vai liderar fundo de resgate da zona euro

Num comunicado hoje divulgado, o fundo de resgate do euro indica que “o Conselho de Governadores do Mecanismo Europeu de Estabilidade, que junta os 19 ministros das Finanças da moeda única, nomeou hoje o ex-ministro das finanças luxemburguês Pierre Gramegna para o cargo de diretor-executivo”, que ocupa a partir de 1 de dezembro.
Comentários