Número de passageiros nos aeroportos nacionais cresceu 180%

No mês em análise aterraram nos aeroportos portugueses 15,8 mil aeronaves em voos comerciais, tendo sido movimentadas 18,1 mil toneladas de carga e correio.

Rafael Marchante / Reuters

No mês de outubro foram registados quatro milhões de passageiros nos aeroportos portugueses, o que corresponde a um crescimento homólogo de 180,6% segundo os dados da atividade dos transportes divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta terça-feira, 21 de dezembro.

No mês em análise aterraram nos aeroportos portugueses 15,8 mil aeronaves em voos comerciais, tendo sido movimentadas 18,1 mil toneladas de carga e correio, o equivalente a aumentos homólogos de 63,2% e 27,5%, respetivamente.

No entanto, e em relação aos valores pré-pandémicos verificou-se uma descida de 21,4% no número de aeronaves aterradas de 27,2% no número de passageiros movimentados e  de 8,4% no movimento de cargas e correio.

Em relação ao número de passageiros que aterraram nos aeroportos portugueses em outubro de 2021, 80,2%
corresponderam a tráfego internacional (74,9% no período homólogo), a maioria de aeroportos
do continente europeu (72,0%).

Já os passageiros embarcados, 80,2% corresponderam a tráfego internacional (76,2% no período homólogo), tendo também como o principal destino aeroportos no continente europeu (72,1%).

Analisando o período compreendido entre janeiro e outubro deste ano, o número de passageiros movimentados nos aeroportos nacionais aumentou 18,6% face ao período homólogo do ano anterior, registando, contudo uma quebra de 62,1% face ao ano de 2019.

Sem surpresas o aeroporto de Lisboa foi aquele que mais passageiros movimentou, 45,2% do total, o equivalente a 8,9 milhões e registou um aumento de 6,8%. O aeroporto de Faro registou um crescimento de 35,5% no movimento de passageiros neste período atingindo os 2,8 milhões de passageiros, número muito distante do registado no mesmo período em 2019 (8,4 milhões de passageiros, -66,4%).

Recomendadas

SAD do Sp. Braga com resultado positivo de 3,1 milhões de euros na época passada

Relativamente ao exercício financeiro que terminou a 30 de junho deste ano, que ainda não refletem a venda do passe futebolístico do defesa central David Carmo (transferência fechada para o FC Porto na ordem dos 20 milhões de euros), a SAD dos bracarenses destaca que este foi um período “pautado por múltiplos constrangimentos associados à pandemia”.

Sonaecom rasga acordo com Isabel dos Santos

“À Sonae passa a ser imputada uma participação na NOS de cerca de 36,8% do capital social e dos direitos de voto nessa sociedade”, detalha a empresa liderada por Cláudia Azevedo.

Toyota Caetano Portugal com lucros de 7,3 milhões no semestre

Em comunicado à CMVM, a Toyota Caetano Portugal diz que os resultados líquidos consolidados ascenderam a 7,3 milhões de euros, o que compara com 11,7 milhões em dezembro de 2021 e com 2,98 milhões em junho de 2021.
Comentários