Nuno Lanhoso estreia-se ao vivo na Casa da Música

O artista estreia-se ao vivo, no dia 27 de Janeiro, na Casa da Música, uma das mais emblemáticas salas do Porto, sua cidade natal, com um repertório em que “Nem Desgosto do Amor”, sucesso de airplay que marcou o ano que agora termina, terá lugar de destaque. 

Nuno Lanhoso entra em 2022 com o pé direito estreando-se ao vivo, no dia 27 de Janeiro, na Casa da Música, uma das mais emblemáticas salas do Porto, sua cidade natal, com um repertório em que “Nem Desgosto do Amor”, sucesso de airplay que marcou o ano que agora termina, terá lugar de destaque.

Cantor, compositor, letrista e instrumentista cedo descobriu o seu fascínio pela música e pela escrita num velho piano. Mais tarde virou as atenções para a guitarra e desde então nunca mais parou. Apaixonado por ambos os instrumentos, procura ver beleza e poesia na simplicidade do quotidiano e transcrevê-las para as canções.

Depois de algum tempo a viver em Barcelona, onde concluiu os estudos de medicina e começou a atuar ao vivo, Nuno Lanhoso chegou aos 30 anos e percebeu que não mais poderia reprimir a sua verdadeira vocação: a música. Inspirado por artistas como Pedro Abrunhosa, Tiago Bettencourt e John Mayer, parte em busca da melodia e da frase perfeitas, esperando, no fundo, nunca as encontrar.

Preço do bilhete: 10€; 8€ com desconto estudante. Lugares sentados sem marcação. Bilhetes à venda na Casa da Música e Ticketline.

 

Recomendadas

Diz-me o que lês e dar-te-ei mais sugestões de leitura…

Eis algumas sugestões para desfrutar num sofá confortável, com a temperatura amena que uma manta sempre traz, e que nos levam a esquecer o tempo e a viajar por universos paralelos. Boas leituras!

Bailarino Marcelino Sambé Personalidade do Ano da Associação da Imprensa Estrangeira

“A AIEP distingue Marcelino Sambé, 28 anos, pelo seu percurso artístico ímpar e pelo caminho percorrido como português de raízes africanas, dos chamados ‘bairros sociais’ ao maior palco de dança da Europa”, lê-se no comunicado da associação, que destaca o lugar cimeiro do vencedor da 33.ª edição do prémio, “numa das maiores e mais prestigiadas companhias de bailado do mundo”.

NFT: uma ‘buzzword’ ou uma oportunidade?

Weekend: A equipa da Instinct deixa-lhe sugestões de entrevistas, livros, filmes, séries, podcasts e artigos que o/a vão ajudar a entender, refletir e inspirar sobre o futuro para inovar com impacto.
Comentários