O célebre Kabuki chegou a Lisboa

O conceituado grupo espanhol Kabuki abre o seu primeiro projeto internacional nas galerias do Four Seasons Hotel Ritz Lisbon. A essência gastronómica deste espaço celebra a fusão da gastronomia japonesa e mediterrânea, e está a cargo do chef espanhol Andrés Pereda.

O Kabuki Lisboa, o primeiro restaurante internacional da conceituada marca espanhola Kabuki, em parceria com a Sidercom, abriu no dia 21 de dezembro as portas ao público nas renovadas galerias do Four Seasons Hotel Ritz Lisbon, uma localização icónica na capital, com a determinação de ser o espaço de referência em Portugal neste perfil gastronómico.

A essência gastronómica Kabuki celebra a fusão da gastronomia japonesa e mediterrânea, e está a cargo do chef espanhol Andrés Pereda, que veio do Kabuki Komori em Valência, onde chefiou a cozinha durante dez anos, para assumir este projeto em Lisboa.

O Kabuki Lisboa engloba três espaços distintos, interligados pela essência Kabuki, num ambiente elegante e com obras de arte da designer Carlota Pereiro, que conferem um envolvente jogo de cor e luz ao espaço, a cargo do arquiteto Maurice Sainz. No piso inferior, está a sala principal onde são apresentados menus de degustação e opções à carta, no piso intermédio o bar Kikubari e, no piso superior, o Kabuki Experience, um espaço mais intimista com um menu exclusivo.

“Os três ambientes Kabuki Lisboa foram desenhados para proporcionar uma experiência diferente, de uma celebração gastronómica com extrema atenção à harmonização vínica. O nosso compromisso é o de prestar um serviço de excelência a 360º, aos portugueses e a quem visita a cidade”, refere José António Aparicio, presidente do grupo Kabuki, em comunicado.

“O projeto de Lisboa marca o início da expansão internacional, neste país vizinho e no qual identificamos produtos com grande qualidade para desenvolvermos os nossos menus, e um panorama vínico de excelência para os pairings memoráveis com que a marca Kabuki se diferenciou nesta área.”, explica Victor Riego, director de F&B do grupo, no mesmo comunicado.

Experiências inesquecíveis 

Com capacidade para 72 pessoas, a sala principal oferece a possibilidade de provar os pratos mais icónicos da cozinha Kabuki, que se caracterizam pela qualidade dos ingredientes, em elegante harmonia com a simplicidade das combinações, e de maneira a enaltecer a excelência da matéria-prima. A barra de sushi permite uma maior proximidade com a confeção do menu de sushi, numa verdadeira viagem gastronómica pela sua cozinha.

Durante o período soft-opening de abertura, os pratos tradicionais japoneses e criações Kabuki podem ser apreciados em formato menu de degustação (100 euros, e 135 eurose a versão ampliada), ou menu de sushi. Estarão disponíveis criações Kabuki emblemáticas, como o nigiri de ovo estrelado e patê de trufa branca, nigiri toro al pastor e nigiri de bife tártaro, e vários usuzukuris, como o usuzukuri pa amb tomaca ou usuzukuri de carabineiro, ou até pratos como o rabo de boi com molho teriyaki.

O chef Andrés Pereda

O chef Andrés Pereda mudou-se para Lisboa de forma a conhecer a cidade e a identidade gastronómica do país. Esta experiência e conhecimento servem de base para a criação de novos e exclusivos pratos deste restaurante, que combinarão o melhor dos ingredientes nacionais com o estilo Kabuki. A ideia de André é que as criações portuguesas-japonesas adquiram, de forma gradual, cada vez mais destaque nos menus.

Todos os ingredientes são cuidadosamente selecionados e o grupo faz questão de trabalhar ao máximo o produto local, desde a diversidade que temos na costa portuguesa até aos produtos hortícolas. O espaço Kabuki Experience, uma sala privada com capacidade para 30 pessoas, oferece a possibilidade de desfrutar de uma experiência gastronómica especial num ambiente intimista, com menus especiais e focados na sazonalidade e máxima qualidade do produto. Esta zona, no primeiro piso, abrirá a partir do próximo ano com o primeiro menu “Tributo ao Atum”, um dos pilares da cultura gastronómica japonesa.

Na primavera de 2022, está também planeado abrir um terraço em frente ao restaurante, na rua Castilho, para se desfrutar da experiência Kabuki com vista direta para o Parque Eduardo VII.

Recomendadas

Prémio Nobel da Literatura atribuído à escritora francesa Annie Ernaux

A Academia Sueca galardoou a autora pela “coragem e acuidade clínica com que descortina as raízes, os estranhamentos e os constrangimentos coletivos da memória pessoal”.

Exposição no Museu da Marinha celebra a amizade entre Alberto I do Mónaco e Dom Carlos I

No âmbito das comemorações do centenário do desaparecimento do Príncipe Alberto I do Mónaco, o Museu de Marinha de Lisboa irá acolher uma exposição organizada pelo Comité Albert Ier – 2022. Estará patente ao público a partir de dia 15. A inauguração, na véspera, conta com a presença do atual Príncipe do Mónaco, Alberto II.

“Trair e Coçar é só começar” vai ter dois ensaios solidários

O público português tem a oportunidade de assistir aos últimos ensaios antes da grande estreia e apoiar, assim, duas associações de solidariedade.
Comentários